Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Presidente também validou Orçamento para 2020 como aprovado pelo Congresso, sem vetos

O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no ministério da economia | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2020, com o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões. Não houve vetos.

A medida foi anunciada pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, na noite desta sexta-feira, 17, no Twitter. 

“O presidente da República sancionou integralmente a LOA-2020, que estima a receita e fixa as despesas da União para o corrente ano, dentro da meta prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias”, escreveu o ministro.

Bolsonaro chegou a indicar que vetaria o fundo com verba pública que financia as campanhas eleitorais. No entanto, poucas horas após indicar que barraria os recursos para os partidos políticos,  Bolsonaro recuou. Ele disse que a decisão poderia levar a um processo de impeachment.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.