Base de Iris manobra pela terceira vez e adia votação de projeto contra “IPTU do puxadinho”

Falta de quórum impediu que decreto legislativo fosse apreciado e, por causa do recesso parlamentar, votação fica para fevereiro

A Câmara Municipal de Goiânia adiou na manhã desta quinta-feira (21/12), mais uma vez, a votação do projeto de decreto legislativo que susta os efeitos da instrução normativa da Secretaria Municipal de Finanças de maio de 2016 que autorizou os lançamentos adicionais de IPTU dos chamados “puxadinhos” com base em fotos aéreas.

Na última sessão do ano, os vereadores chegaram a aprovar pedido para incluir a matéria na pauta de votação, mas após manobra da base para esvaziar o plenário, o projeto não foi apreciado por falta de quórum. Com isso, o projeto deve ser apreciado apenas a partir de fevereiro, quando o Legislativo retorna do recesso parlamentar.

Durante a sessão desta quinta-feira (21), o autor da matéria, vereador Delegado Eduardo Prado (PV), chegou a pedir mais de uma vez para que os colegas não esvaziassem a sessão antes que o projeto fosse votado, mas não obteve sucesso.

A votação já havia sido adiada por duas vezes, após pedidos de vista do vereador Tiãozinho Porto (Pros).

Histórico

Em maio do ano passado, a gestão do então prefeito Paulo Garcia (PT) anunciou que cobraria a diferença de valor no IPTU do contribuinte que teria construído novos cômodos sem informar o poder público. A tarifa extra, apelidada de IPTU aéreo ou IPTU do puxadinho, teve como base um mapeamento feito durante seis meses por meio de drones. À época, estimativa da Secretaria de Planejamento e Habitação (Seplanh) dava conta de que quase 130 mil imóveis estariam irregulares.

Desta forma, moradores da capital foram cobrados por melhorias em seus imóveis sem que fosse verificado pessoalmente se estas obras tinham, de fato, ocorrido. Em alguns casos, tendas colocadas nos quintais aparecerem em imagens de satélite como se fossem “expansões nas construções”, gerando aumento no imposto.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

ziro

Que vergonha, o prefeito e sua turma quebrando acordo de honra com a maioria dos vereadores para manter imposto de casa de cachorro.