“As melhores escolas públicas do país estão em Goiás”, diz Caiado

Goiás atingiu a maior nota do Ideb na avaliação do Ensino Médio em todo o Brasil, com 4,8

Foto: Eduardo Pinheiro

“Acreditamos nos Conselhos de Educação”, disse o governador Ronaldo Caiado (DEM), em solenidade realizada na tarde desta terça-feira, 15, no Palácio das Esmeraldas em Goiânia. Na ocasião, o democrata anunciou a 1a colocação nacional de Goiás no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb – 2019, conforme já havia antecipado o Jornal Opção.

“As melhores escolas públicas do país estão em Goiás. Isso nos motiva na vida pública, essas são as maiores obras que podemos construir: cuidado com a Educação, com a Segurança, com a Saúde, avançando nos programas sociais e teremos melhoria no IDH. Esse é o estado de Goiás que sempre sonhei e prometo devolver Goiás aos goianos”, disse.

Goiás atingiu a maior nota do Ideb na avaliação do ensino médio em todo o Brasil, com 4,8. O Estado se tornou, também, a única unidade da Federação a bater a meta estipulada pelo MEC para o ano de 2019. Além disso, o patamar alcançado foi superior ao registrado nacionalmente, de 4,2.

“O estado com todas as dificuldades que passou. Sem receber dezembro de 2018. Um estado que dependia da boa vontade dos servidores que não acreditavam mais na política. Agora em 2020 mantêm a garra e a determinação”, disse Caiado.

O governador salientou as reformas estruturais realizadas em escolas por todo o estado. Além do acréscimo de duas aulas de matemática e português por semana e o fim do quarto turno em Goiás. No entanto, cobrou o fim das “escolas de placas” em Goiás.

Os resultados do Ideb 2019 foram divulgados na manhã desta terça-feira, 15, pelo Ministério da Educação (MEC) e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A secretária Fátima Gavioli disse que os resultados mostram que o Estado sabe como se trabalhar com o Ensino Médio. Ela salientou que o governo federal espera que nos próximos anos o estado atinja meta 5 no Ideb em relação ao Ensino Médio.

Ainda é preciso fazer o mesmo com o Ensino Fundamental, que já tem seus gargalos identificados. Seria então preciso agir para melhorar também aquelas fases iniciais.

O Ideb foi criado em 2007 para monitorar o desempenho da educação no Brasil. O índice reúne, em um só indicador, os resultados de duas dimensões de qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. É calculado a partir dos dados sobre aprovação, obtidos no Censo Escolar, e dos resultados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.