Armazenada em baixas temperaturas, primeira remessa da vacina da Pfizer será de treinamento e aprendizado para equipes de saúde

O estado vai receber as vacinas armazenadas entre -25°C e -15°C. Assim que os imunizantes chegarem nas salas de vacinação, na rede de frio nacional (+2°C a +8°C), a aplicação na população deve ocorrer em até cinco dias

A superintende de Vigilância em Saúde da secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), Fluvia Amorim, explicou que a primeira remessa de doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech será um aprendizado para as equipes do SES e do município de Goiânia devido ao processo de armazenamento, transporte a aplicação do imunizante.

O estado irá receber no início na próxima semana 17 mil doses, de um total de 1 milhão que chega nesta quinta-feira, 29, ao Brasil. Os imunizantes que precisam ser armazenados em baixas temperaturas de refrigeração chegarão ao Brasil em caixas a uma temperatura de -70°C.

O estado vai receber as vacinas armazenadas entre -25°C e -15°C – elas podem ficar nesta faixa de temperatura por até 14 dias. Assim que os imunizantes chegarem nas salas de vacinação, na rede de frio nacional (+2°C a +8°C), a aplicação na população deve ocorrer em até cinco dias.

“Será um momento de aprendizado para que possamos capacitar os demais municípios para o recebimento, armazenamento e aplicação desta vacina”, frisou a superintende.

De acordo com Fluvia Amorim, uma reunião deve ocorrer nesta quinta-feira, 29, com a secretaria de Saúde de Goiânia para verificar como será o uso da primeira remessa da vacina da Pzfiz no município. “Devemos seguir o calendário atual com o término da vacinação de idosos com mais de 60 anos e profissionais da saúde”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.