Após sangramento, Bruno Covas é transferido para UTI do Sírio-Libanês

O prefeito licenciado, foi internado na tarde do último domingo, 2, para cuidar de efeitos adversos do tratamento e quimioterapia e imunoterapia

Prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas | Foto: reprodução

Nesta segunda-feira, 3, o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio-Libanês e intubado após a descoberta de um sangramento no estômago. Ele foi diagnosticado em outubro de 2019, com um tumor na cárdia e exames recentes indicaram que estaria em metástase. Novos pontos do câncer foram encontrados no fígado e nos ossos.

Um exame de endoscopia mostrou que havia o sangramento causado por uma úlcera, em cima do tumor original na passagem do esôfago para o estômago. Segundo os médicos o sangramento foi controlado.

Covas foi internado na tarde do último domingo, 2, para cuidar de efeitos adversos do tratamento e quimioterapia e imunoterapia. Por causa dos efeitos colaterais do tratamento, ele anunciou um pedido de afastamento do cargo por 30 dias da prefeitura.

Com a transferência, as sessões de quimioterapia e imunoterapia que o prefeito faria hoje foram suspensas e não devem acontecer nos próximos dias. Na avaliação dos médicos esse tipo de sangramento não é desejável, mas faz parte do quadro de tratamento atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.