Após denúncia, TCE exonera dois servidores com salário de até R$ 41 mil

MP investiga caso e exige correção de irregularidades nas contratações realizadas pelo tribunal

Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE) exonerou nesta quarta-feira, 23, dois servidores após o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) apurar denúncias de irregularidades em contratações, nepotismo e altos salários incompatíveis com as funções desempenhadas pelos servidores.

Um dos servidores era concursado na função de analista de controle externo, porém atuava como assessor contábil, com salário de R$ 41,6 mil. A outra servidora exercia o cargo de mecanógrafo, responsável por consertar maquinas de escrever, que nem existem mais. Para isso, ganhava um salário de R$ 8,1 mil.

As investigações do MP também apontaram que um servidor que teria sido contratado aos 12 anos, em março de 1988, ocupa atualmente um cargo de nível superior, com salário de R$ 31,4 mil, apesar de não ter participado de concurso público.

O órgão trabalha para que o TCE corrija as irregularidades e contratações ilegais por meio de um acordo, mas ressalta que o tribunal poderá ser acionado judicialmente.

O Jornal Opção entrou em contato com o TCE que por meio de nota disse apenas que “segue analisando de forma detalhada a folha de servidores e irá informar os resultados tão logo a análise esteja concluída”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Laura I.Moura

Precisa demitir tds os comissionados para fazer justiça. Ficarm la só os apadrinhados, e como tem apadrinhados

Pedro Xavier

Tem q ter justiça: os comissionados do tce continuam la protegidos por seus chefes.Tem q ir la e constatar.

Pedro Xavier

O maior índice de comissionados estão na secretaria geral, com salários altos e inoperantes. Onde esta a justiça?

Jose ribeiro

Tem exigir e quem e concursando e desonerar que e cargo comissionado que o dinheiro que rouba de nos saber melhorar na saude e implantar lado SUS E LADO PARTICULAR em cidade pequena e rodovias e seguranca e quem e doente Que dar crise convulsivel o Inss fica cortando o beneficio da pessoa pobre

Arildo Jungueira

+ de 60% do Tce são comissionados. Com salários acima de 5000,00. O presidente do Tce tem q fazer justiça: tirar tds conforme ele prometeu. Ai a coisa fica certa e funciona.Protecionismo tem limites. Pedimos a retirada de tds

Pepe Trajano

Onde esta o presidente serio q assumiu o Tce? A hora é agora, ou tira tds os comissionados ou perde o norte. Desejo sucesso, com a saída de tds os comissionados

Pepe Trajano

Demitir só esses dois pouco adiante, la tem inúmeros com cargos tao alto qto esses. Faca a justiça. Tirar tds