Após audiência de custódia, fazendeiro permanece preso e caseiro ganha liberdade provisória

Os dois são suspeitos de ajudar Lázaro a fugir da polícia. Audiência de custódia aconteceu  na tarde desta sexta-feira, 25

Lázaro Barbosa | Foto: divulgação

O fazendeiro Elmir Caetano Evangelista, teve sua prisão preventiva mantida e o caseiro Alain Reis dos Santos a liberdade provisória concedida. A decisão foi dada pela Comarca de Cocalzinho de Goiás, por meio de audiência de custódia na tarde desta sexta-feira, 25.

Os dois foram presos na última quinta-feira, 24, suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa, 32 anos, de se esconder das equipes policiais. O suspeito é procurado há 17 dias por operação que envolve mais de 270 policiais. Além do assassinato de quatro pessoas de uma família em Ceilândia, no entorno do DF, o criminoso é Lázaro é suspeito de outros sete crimes.

O auto de prisão em flagrante dos presos, aponta que o caseiro contou à polícia que Lázaro estaria dormindo há cinco dias na propriedade do fazendeiro. O documento registrou ainda que o dono da propriedade não quis deixar os policiais entrarem ao ser abordado e preferiu ficar em silêncio durante depoimento.

Por meio de nota de atualização da SSP-GO desta sexta, disse que chegou ao conhecimento da força-tarefa uma carta que teria sido escrita por Lázaro. O material foi encaminhado para perícia e informações preliminares apontam que a caligrafia da carta não condiz com a do fugitivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.