Aparecida passa adotar isolamento social mais rígido a partir de domingo

Cenário passa a ser laranja, em que cada macrozona fecha duas vezes de segunda a sexta-feira e a cidade inteira fecha aos sábados, a partir das 13 horas, e aos domingos o dia todo

Aparecida de Goiânia vai adotar medidas mais rígidas de isolamento social a partir do próximo domingo, 5. As regras do cenário laranja, estabelecido por decreto, passam a ser vigentes. Assim, cada macrozona fecha duas vezes de segunda a sexta-feira e a cidade inteira fecha aos sábados, a partir das 13 horas, e aos domingos o dia todo.

O município adotou o modelo de escalonamento por macrozonas no dia 8 de junho. Usou o cenário verde, considerado “estável”, com cada macrozona fechando uma vez por semana até o último domingo. A partir dessa data passou para o cenário amarelo, considerado de risco “moderado”, em que todas as macrozonas fecham também no domingo.

O aumento no número de casos de contaminação por coronavírus e a ocupação de leitos foi determinante para o aumento gradual no isolamento social. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, na segunda-feira, 29, Aparecida tinha 2.725 casos de Covid-19 confirmados, dos quais 46 hospitalizados e 44 óbitos. Outros 1.669 foram considerados recuperados da doença.

Nos últimos dias, a taxa de ocupação de leitos de UTIs públicas ficou próximo de 60% e os leitos privados em 100%.

Leitos

Nesta semana, a Secretaria de Saúde anunciou a implantação de mais de 10 leitos de UTIs no Hospital Municipal de Aparecida (HMAP), em razão de respiradores encaminhados pelo Ministério da Saúde, por meio do senador Vanderlan Cardoso, e a contratação de mais de 3 leitos de UTIs no Hospital São Silvestre.

Além da doação de mais 10 respiradores pelo Hospital Sírio-Libanês. Desta forma, Aparecida chega a 146 leitos. Também nesta semana a Prefeitura começa a disponibilizar exames laboratoriais e oxímetros para pacientes do grupo de risco, ou seja, que apresentam maior vulnerabilidade e risco de agravo da doença.

As decisões foram tomadas pelo Comitê de Enfrentamento ao novo coronavírus de Aparecida, com base em nota técnica da Secretaria de Saúde de Aparecida e dados científicos, com o objetivo de preservar vidas e salvaguardar empregos e renda, conforme orienta a Organização Mundial da Saúde.

  • Confira as taxas de ocupação dos leitos de UTI de Aparecida de Goiânia da rede pública e privada:
  • Taxa de ocupação de UTI Adulto (Geral + Covid-19) – Rede pública – 63%
  • Taxa de ocupação de UTI Adulto (Geral + Covid-19) – Rede privada – 100%
  • Taxa de ocupação de UTI Pediátrica – Rede pública – 20%
  • Taxa de Ocupação de UTI por Covid-19 – Rede Pública – 56%
  • Taxa de Ocupação de UTI por Covid-19 – Rede Privada – 100%
  • Taxa de ocupação total (UTI Adulto e pediátrica – rede pública e privada) – 70

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.