Aécio lista Marconi como candidato do PSDB à presidência em 2018

O senador e presidente nacional do partido rebateu ofensiva do tucanato paulista que alçou o governador de São Paulo ao próximo pleito 

Aécio e Marconi durante a campanha de 2014, em Goiânia | Foto: reprodução / Facebook

Aécio e Marconi durante a campanha de 2014, em Goiânia | Foto: reprodução / Facebook

O senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (PSDB-MG), minimizou o início da ofensiva do tucanato paulista pela candidatura do governador Geraldo Alckmin à presidência, em 2018.

A informação, veiculada no jornal Folha de São Paulo, mostra que Aécio — provável pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PSDB para 2018 — reconhece no governador goiano um possível candidato.

“Além de Alckmin, o partido tem nomes como os senadores Aloysio Nunes Ferreira (SP), José Serra (SP), o governador Marconi Perillo (GO) e o próprio ex-presidente Fernando Henrique Cardoso”, informou.

Segundo o presidente nacional, é preciso pensar em um plano a longo prazo antes de definir os rumos a serem tomados. “Mais do que a definição de nomes, temos que deixar muito claro qual o projeto de país que temos a oferecer. E é sobre isso que estaremos mergulhados nesses próximos meses e até mesmo anos”, afirmou Aécio. Confira a reportagem completa:

 

2 respostas para “Aécio lista Marconi como candidato do PSDB à presidência em 2018”

  1. O PSDB está unido e organizado. Focado em fazer oposição ao
    governo Dilma. Já o PT em frangalhos. Os grupos de Dilma e Lula em guerra pelo
    poder interno do partido. Um tenta salvar o governo, o outro tenta de descolar
    do desgaste da presidentA, na tentativa de viabilizar a candidatura de Lula
    para 2018. Acho que nenhum dos dois se salvará.

  2. Avatar Epaminondas disse:

    Não basta Lula ter sido reeeito, eleger sucessor, reeleger o sucessor, e depois emplacar o Marconi, linha auxiliar do PT em Goiás?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.