Abertura de empresas em Goiás cresce 10% em novembro

Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) registrou 1.622 novas inscrições, contra 1.463 no ano passado

A abertura de empresas no último mês de novembro em Goiás foi 10% maior do que o registrado no mesmo período de 2016.

A Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) registrou 1.622 novas inscrições, contra 1.463 no ano passado. Se comparado ao mês anterior (outubro), quando foram abertas 1.420 empresas no Estado, o aumento no número de novas empresas no estado chegou a 14%.

O presidente da Juceg, Rafael Lousa (PSDB), lembra que ao longo do ano foram disponibilizados mecanismos para alcançar o saldo positivo.

“A Junta Comercial se empenhou em oferecer aos empresários ferramentas importantes, como o Portal do Empreendedor. O setor produtivo Goiano tem se destacado mesmo diante das dificuldades de 2017 e vamos fechar o ano com resultados expressivos e muito positivos o que nos permitirá começar 2018 já com forte retomada”, destacou.

Diante desses resultados, a estimativa é que o ano de 2017 encerre com um avanço médio de abertura de empresas em torno de 10%, com expansão da parceria da Junta Comercial com os municípios goianos.

Dados

Goiânia registrou a maioria dos pedidos de abertura de empresas em novembro (607), seguida de Aparecida (99) e Anápolis (85). Na divisão por gênero, os homens representaram 63% dos negócios abertos contra 37% das mulheres.

Foram registradas em Goiás 687 empresas do tipo individual de responsabilidade Ltda (com apenas um titular); 547 do tipo sociedade empresária limitada (com dois sócios, no mínimo); 378 empresários individuais (aqueles que exercem a atividade econômica em nome próprio e integralizam o seu patrimônio à exploração do negócio); 5 sociedades anônimas fechadas e 3 cooperativas.

Novembro 2016 2017
Abertura 1.463 1.622
Extinção 868 972
Saldo 595 650

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.