Aava Santiago diz que desistência de Doria à presidência é ruim para democracia 

Pré-candidata a deputada federal avaliou que desgastes do PSDB passa mensagem negativa para as bases 

Um dos poucos partidos a realizar prévias para a escolha de nomes, dentro dos quadros de filiados para candidaturas majoritárias, como para presidente, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), neste ano, passa uma mensagem negativa em relação à democracia interna, ao se desgastar com o segundo anúncio de desistência do ex-governador de São Paulo, João Doria. Presidente metropolitana da sigla em Goiânia, a vereadora Aava Santiago, avalia que com isso o partido perde credibilidade. 

“Diante de um cenário de ameaça de golpe a todo momento, o PSDB teria que dar o exemplo de democracia”, salientou, Santiago, emendando que apesar de ter votado nas prévias tucanos no nome do ex-governador Eduardo Leite, segundo colocado entre três nomes. 

Em novembro do ano passado, nas prévias, Doria obteve 53,99% dos votos, Leite 44,66% e o ex-prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio Neto, 1,35%. “Com a desistência do Doria, estamos defendendo que o PSDB siga indicando um nome para concorrer à presidência, podendo ser o Eduardo Leite ou o Arthur Virgílio”, disse. Indagada se há risco de se continuar a crise dentro partido e outro nome sofrer represálias por parte de descontentes, Aava acredita que o PSDB irá se resguardar de tal episódio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.