TRE do Tocantins se reúne e suspende eleição suplementar

Decisão foi motivada após liminar do Ministro Gilmar Mendes, do STF, reconduzir Marcelo Miranda ao comando do Palácio Araguaia

As eleições suplementares no Estado do Tocantins, anteriormente designadas para 03/06 estão suspensas. Isso foi o que restou decidido na sessão ordinária de segunda-feira, 09, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).

Segundo o desembargador Marco Villas Boas, presidente da Corte, a deliberação atende liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que ao reconduzir o governador Marcelo Miranda (MDB) e a vice-governadora, Cláudia Lelis, ao Palácio Araguaia, também determinou a suspensão do pleito.

Durante a sessão, o presidente explicou aos demais desembargadores que submetia a questão ao Pleno para efeito de registro, como também para dar publicidade, e esclarecer aos partidos políticos acerca do prazo de convenção partidária que já estava publicado. Restou deliberado que todos os prazos do pleito suplementar ficam suspensos até novo posicionamento do STF ou do TSE.

“Se cair essa suspensão e tivermos que dar andamento no processo eleitoral, eu não tardarei em convocá-los para que a gente refaça todas as datas do calendário”, informou Villas Boas aos desembargadores.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.