Governo faz acordo de R$ 1,8 bilhão com o Banco da Amazônia

Recursos serão destinados ao setor produtivo para financiar projetos de desenvolvimento sustentável durante 2019

Carlesse e o presidente do Basa assinam acordo que vai beneficiar

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), e o presidente do Banco da Amazônia (Basa), Valdecir José de Souza Tose, assinaram, na terça-feira, 26, um protocolo de intenções fortalecendo a parceria institucional entre o Governo do Tocantins e o Banco da Amazônia. O documento oficializou a atuação compartilhada visando o desenvolvimento sustentável do Estado. A instituição financeira disponibilizará, aos setores produtivos do Estado, o montante de R$ 1.893.200.000 em recursos para financiamento de projetos de desenvolvimento sustentável no Tocantins, no ano de 2019.

O governador Carlesse considerou a atuação do Banco da Amazônia, no Tocantins, fundamental para o crescimento econômico do Estado. E essa atuação conjunta com o Governo representa um fortalecimento do fomento a projetos sustentáveis e de geração de empregos. “Estamos resgatando a credibilidade do Estado para atrair esses investimentos. Primeiro, estamos fazendo o equilíbrio das contas públicas. Em seguida, haverá a retomada dos investimentos do Governo e, a partir daí, vamos atrair novos empreendimentos. E, com esses recursos disponíveis no Banco da Amazônia, o nosso setor produtivo sente segurança em investir, pois estamos trabalhando para fazer um Estado que seja confiável para receber esses investimentos”, afirmou o governador, ao destacar também a necessidade do fomento de grandes e pequenos negócios visando a geração de empregos e oportunidades.

Segundo o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, além da disponibilidade de recursos, o que determina a iniciativa do empreendedor em realizar o investimento é a confiança. “Esse é o índice mais importante”, disse o presidente. Valdecir Tose destacou ainda que os recursos disponíveis serão utilizados no financiamento de empreendimentos urbanos e rurais. E que o Basa pretende implantar uma nova linha de microcrédito, visando atender os empreendedores individuais, urbanos e rurais.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.