Futebol Solidário em Palmas reúne craques e artistas em campo

Famosos, parlamentares e até ministro participam de partida na capital do Tocantins

Divulgação

O Estádio Nilton Santos, em Palmas, será palco no dia 12 de fevereiro para a 3ª edição do Futebol Solidário. O evento tem início às 17 horas e vai reunir craques dos gramados, artistas, parlamentares de várias regiões do Brasil em prol da solidariedade.

O objetivo do evento é arrecadar alimentos para serem doados a cinco instituições beneficentes no Estado. Para acompanhar o jogo basta trocar 2 kg de alimentos não perecíveis, antecipadamente, na Casa São Paulo ou na Escolinha do Flamengo. Haverão linhas de ônibus gratuitas partindo das regiões norte e sul para o local do jogo.

Segundo o organizador do evento, deputado Federal Irajá Abreu (PSB) – que também vai entrar em campo – já estão confirmados estrelas do futebol como Ronaldinho Gaúcho, os ex-jogadores e agora Senador Romário, Danrlei, Paulo Nunes, Alex Dias, Aloísio, Esquerdinha, Flávio Conceição, Amaral, além do piloto campeão da Stock Car, Felipe Fraga.

O jogo contará ainda com a participação de parlamentares como o deputado federal Tiririca, além dos cantores Henrique & Juliano, João Lucas & Marcelo e artistas como Paulo Vieira, além do Ministro do Esporte, Leonardo Picciani. A organização informou ainda que todos os participantes doaram seus “cachês” em favor da causa humanitária.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Opção, Irajá Abreu ressaltou que “as edições do futebol solidário são realizados apenas em anos ímpares – que não tem eleição – justamente para não permitir a conotação política e eleitoreira ao evento, que é supra-partidário, contando com a participação da prefeitura de Palmas, governo do Estado do Tocantins, empresas, etc.”.

“As diferenças políticas-partidárias é menos relevante no momento, e neste caso, estamos todos juntos, unidos em prol de um objetivo único: ajudar instituições beneficentes”, destacou o deputado.

Na última edição, em 2015, o evento reuniu 10 mil pessoas no Estádio Nilson Santos e foram arrecadadas vinte toneladas de alimentos, que foram divididas entre cinco instituições, como a Apae e a Fazenda da Esperança. Para se ter uma ideia, os produtos foram suficientes para atender as unidades durante oito meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.