Ex-deputado estadual e federal Junior Coimbra morre em acidente automobilístico

Capotamento ocorreu em Dorilândia, povoado que é distrito de Sandolândia

Montagem/Reprodução

Um trágico acidente vitimou o ex-deputado federal, Junior Coimbra (PSB), esposo da vereadora de Palmas, Laudecy Coimbra (SD), na noite de quinta-feira, 26, na TO-070, entre as cidades de Formoso do Araguaia e Sandolândia. Ele viajava à região como coordenador da campanha do candidato a governador Carlos Amastha (PSB). A Pajero branca era dirigida pelo coronel da reserva, Ribamar, com o ex-secretário Adir Gentil (Podemos) a seu lado, e o vereador Tiago Andrino (PSDB) e Coimbra no banco de trás.

Igor Moura, filho do candidato a vice-governador do PT, Célio Moura, seguia a cerca de 20 metros do automóvel em que estava Coimbra. “É um local perigoso porque o trevo está logo após uma curva, fica escondido por um matagal e tem uma ribanceira ao lado. O pessoal diz que praticamente todo dia acontece um incidente ali”, afirmou a testemunha.

Ele disse ter visto quando a Pajero freou bruscamente, bateu numa pedra e capotou duas vezes. Na primeira volta do veículo, Igor contou que viu Coimbra se arremessado para fora. No segundo giro da caminhonete, foi a vez do vereador Tiago Andrino (PSDB) ser jogado do veículo. Os dois estavam no banco traseiro do veículo e à frente, coronel Ribamar, o condutor, e o ex-secretário Adir Gentil ao lado.

“Nosso carro também quase caiu na ribanceira, mas conseguimos parar em cima do mato”, disse Igor, que relatou que, então, correu ribanceira abaixo e viu o corpo de Coimbra. “Já estava morto, não tinha pulso”, lembrou. Segundo ele, Andrino estava bem e foi levado, por precaução, para o HRG de Gurupi. O vereador, Adir e Ribamar foram levados para o hospital em Formoso.

A assessoria do ex-prefeito Carlos Amastha informou que todos já receberam alta e estão em Palmas para o velório de Coimbra, que ocorrerá na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Casa de Leis da qual já foi presidente.

O governador interino Mauro Carlesse (PHS) decretou luto oficial de três dias no Estado pela morte do ex-deputado.

Assim como a ampla maioria dos políticos tocantinenses, o ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, se manisfestou, profundamente consternado, por meio de “Nota de Pesar” publicada nas suas redes sociais:

Nota de pesar

É imensurável a dor que estou sentindo neste momento pela perda de Junior Coimbra. Era um amigo ímpar, apaixonado pela vida, pela família, que tinha em sua esposa, Laudecy, uma companheira de todas as caminhadas e com quem compartilho esse pesar.

Um homem que olhava para política com os olhos de esperança, porque via nela uma oportunidade de mudar a vida das pessoas. Não tenho dúvida em afirmar que ele era o que mais demonstrava entusiasmo pelo nosso projeto de transformação e que, mesmo nos momentos em que o desânimo nos abatia, era quem nos fazia voltar o brilho nos olhos.

Nesse momento de profunda consternação, só nos resta buscar forças e conforto em nosso Deus para que sigamos lutando em busca de um mundo melhor, assim como Junior Coimbra o fez.

Carlos Amastha

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Gabriel Mendes

No Brasil se formam engenheiros com pouca habilidade técnica para os cargos. Além disso, os cidadãos não tem a precaução devida e se acham donos do mundo ao se encontrarem com um volante à mão. E fora isso, há a questão da corrupção clara na licitação e no que realmente é entregue à comunidade. Pessoas morrem, no Brasil, por acidente a todo instante. E nada é feito para educá-los e oferecer uma infraestrutura segura e adequada.