Aprovado projeto que libera criação do Peixe Panga, de fácil cultivo e carne nobre no Tocantins

Com uma grande similaridade com a carne da Tilápia, espécie que também foi introduzida no Tocantins

A piscicultura em cativeiro do peixe Pangassius Hipophtalmus, conhecido popularmente como Panga, foi aprovada aqui no Tocantins pela Assembleia Legislativa. O peixe é rústico e de fácil cultivo, não possui escamas e tem apenas a espinha dorsal. 

Com uma grande similaridade com a carne da Tilápia, espécie que também foi introduzida no Tocantins, o peixe terá fácil aceitação no cardápio do povo tocantinense, contando também com um preço mais acessível. 

O peixe não é carnívoro e o clima tocantinense é extremamente favorável a criação do Peixe Panga, e por isso seu cultivo além de permitido, sendo também encorajado, vai possibilitar a chegada de benefícios econômicos e alimentares aos cidadãos do Tocantins.

Jorge Frederico comemorou a aprovação do projeto. “O Brasil gasta anualmente cerca de 140 milhões de dólares com a importação dessa espécie. Com o seu cultivo no estado do Tocantins, o comércio estadual vai ser valorizado, aumentando o potencial econômico do Estado e do país”.

O peixe é oriundo do continente asiático, mais especificamente do Vietnã, e é considerado no Brasil como espécie exótica. A espécie chegou no país há cerca de 10 anos e se adaptou perfeitamente ao clima local, principalmente ao dos estados das regiões Norte e Nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.