A Penitenciária Federal em Brasília realizou a cerimônia de graduação de Célio Marcelo da Silva, conhecido como Bin Laden, detento que concluiu o ensino médio. Bin Laden é membro da alta cúpula da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). A solenidade incluiu a entrega de um certificado na presença de professores e pedagogos.

Os reclusos têm a oportunidade de completar sua educação básica, tanto no nível fundamental quanto no médio, graças a um acordo de cooperação técnica estabelecido com a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF). Os professores oferecem instrução presencial aos detentos na penitenciária, e todos seguem um projeto pedagógico e calendários definidos pela secretaria.

Bin Laden foi transferido para uma penitenciária federal em 2019 e foi condenado a uma pena de 254 anos de prisão. Ele é acusado de ter sido o autor do sequestro de Marina da Silva Souza, mãe do ex-jogador de futebol Robinho, crime que ocorreu em 2004. O empresário Girz Aronson, proprietário de uma rede de lojas de eletrodomésticos, também foi sequestrado pela quadrilha de Bin Laden em setembro de 1998. Em 2002, o alvo foi o fazendeiro João Bertin, dono de uma rede de frigoríficos.

Bin Laden também possui um histórico de oito fugas da prisão e duas tentativas de fuga. Além disso, teria supostamente planejado o resgate tanto dele próprio quanto da liderança do PCC na Penitenciária de Venceslau, em São Paulo, em fevereiro de 2014.

Leia mais: