O advogado criminalista Brenno Cavalcanti enfatizou a importância de redobrar a vigilância para evitar cair em golpes envolvendo o sistema Pix, sobretudo utilizando o CPF. O especialista ofereceu algumas orientações para prevenir problemas futuros nas transações.

“É fundamental ser cauteloso. Certifique-se de verificar a origem e o destinatário do Pix, se possível. Especialmente ao enviar dinheiro a alguém, verifique se o titular da conta corresponde à pessoa com quem está lidando, e confirme com o beneficiário para garantir que a transação esteja correta”, explicou o advogado.

Além disso, Brenno Cavalcanti ressaltou a importância de ter cuidado ao compartilhar as chaves Pix associadas ao número do CPF, já que isso pode expor informações sensíveis a um público mais amplo.

“O CPF é um dos dados mais críticos que possuímos. Distribuí-lo indiscriminadamente pode nos expor a riscos significativos, como a celebração de contratos em nosso nome. É aconselhável dar preferência ao uso do número de celular ou e-mail como chaves Pix”, detalhou.

Leia também: