Guarda Municipal armada dá mais segurança aos cidadãos

Candidato do PSD à Prefeitura, Heuler Cruvinel propõe montar estrutura forte para atuar em consonância com a PM no combate ao crime, diferentemente do adversário Paulo do Vale, que quer Guarda Municipal apenas decorativa

Heuler Cruvinel quer criar Guarda Municipal armada ao contrário de Paulo do Vale, que propõe Guarda Municipal sem efetividade

Heuler Cruvinel quer criar Guarda Municipal armada ao contrário de Paulo do Vale, que propõe Guarda Municipal sem efetividade

Criação de uma Guarda Mu­ni­­cipal é um dos poucos instrumentos mais efetivos que um prefeito pode adotar par ajudar no combate à criminalidade e na prevenção da violência em seu município. E aos prefeitos é facultativo fazer isso de duas formas: a Guarda Municipal armada ou desarmada.

A questão é que, principalmente em grandes e médias cidades, onde a escalada de violência, o uso de drogas e os crimes contra o patrimônio aumentam cada vez mais, em que cresce o número de marginais delinquindo nas ruas, pouco valerá uma estrutura em que os agentes não possam ter armas. Justamente por isso, praticamente todas as capitais brasileiras contam com Guarda Municipal. Poucas delas não são armadas, porque não adianta ter uma força sem aparelhamento adequado para, na maioria das vezes, enfrentar criminosos armados.

Mas, estranhamente, um candidato a prefeito de uma das cidades que mais precisam de uma Guarda Municipal bem aparelhada, caminha na contramão do que é necessário. Recentemente, o médico Paulo do Vale, candidato do PMDB a prefeito de Rio Verde, no sudoeste do Estado, abriu defesa na implantação de uma Guarda Municipal praticamente decorativa.

A proposta de Paulo do Vale foi dita com todas as letras em entrevista à imprensa local, na rádio 96 FM. “Nós vamos criar uma Guarda Municipal não armada, pode ser em fevereiro ou março”, prometeu o peemedebista, no caso de ser eleito em outubro próximo. Durante três dias, a reportagem tentou contatar Paulo do Vale, para que ele pudesse explicar melhor sua proposta, mas ele não atendeu as chamadas.

Pelo que se vê, o candidato do PMDB parece não estar alinhado às preocupações dos cidadãos rio-verdenses no tocante à segurança. Exa­tamente o contrário do que propõe o postulante ao mesmo cargo pelo PSD, deputado federal Heuler Cruvinel. A proposta do social-democrata é fazer uma Guarda Municipal armada, para trabalhar em conjunto com a Polícia Militar da cidade.

“Nosso projeto é que os integrantes da Guarda Municipal serão formados no quartel da PM em Rio Verde, para então serem equipados com armas e com viaturas. Queremos dar aos cidadãos aquilo que eles esperam, uma Guarda Municipal em condições de fazer um bom policiamento ostensivo nas ruas da cidade, num trabalho em conjunto com a PM, aumentando a segurança dos rio-verdenses”, afirma Heuler Cruvinel.

O deputado federal lembra ainda que a própria municipalidade pode criar a Guarda Municipal armada. Ele cita que várias cidades no Brasil já têm a chamada GM equipada com armamento, com seus agentes devidamente treinados para utilizar essas armas, e, portanto, não há dificuldade em relação à legislação nesse aspecto. “Essa é nossa proposta mais contundente para a segurança pública, porque a Prefeitura de uma cidade como Rio Verde não pode se omitir na questão da segurança. Com a Guarda Municipal armada, com mais agentes nas ruas em policiamento ostensivo, teremos condições de diminuir os índices de criminalidade e dar mais segurança aos cidadãos. Não queremos instalar uma Guarda Municipal de mentirinha, sem poder de ação contra a bandidagem, como outros candidatos pensam fazer.”

Transferir CPP é prioridade para Heuler Cruvinel

Heuler Cruvinel se compromete a mudar a CPP para fora do perímetro urbano, como quer a comunidade rio-verdense

Heuler Cruvinel se compromete a mudar a CPP para fora do perímetro urbano, como quer a comunidade rio-verdense

O candidato do PSD tem outras propostas para a área de segurança pública, além da criação da Guarda Municipal armada. Em destaque, a construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) para a reabilitação de menores infratores e a transferência da Casa de Prisão Provisória (CPP).

A construção do Case é uma antiga reivindicação da comunidade e Heuler assumiu o compromisso de fazê-lo, já que sem ele os menores infratores voltam às ruas, o que incorre diretamente na reincidência na prática de crimes. Por isso a cobrança da comunidade.

E a transferência da CPP também é uma aspiração dos rio-verdenses de há muitos anos. A CPP está localizada numa região central de Rio Verde, próxima a residências e duas universidades. Quando há fugas dos presos provisórios, a comunidade da região entra em desespero porque os presos se escondem em residências, cometem facilmente roubo de veículos que passam pelo local na hora da fuga. Construir uma nova Casa de Prisão Provisória fora do perímetro urbano é uma das prioridades no programa de governo de Heuler Cruvinel.

Mais ações que constam no programa de governo de Heuler, voltadas para a Segurança

  • Criar a Secretaria de Segurança Pública Municipal — Objetivo é integrar a Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, agentes prisionais e AMT
  • Bairro Seguro — Elaborar planos locais de segurança pública em todos os bairros de Rio Verde e no Centro, com a participação da sociedade, em parceria com Conseg e associações de bairros implementando projetos como “Vizinho Amigo”, em que um conjunto de ações da Guarda Municipal e da Polícia Militar do Estado, em parceria com a população, trabalhando na prevenção da criminalidade.
  • Guarita Policial — Criação de Núcleos de Proteção ao Cidadão (módulos locais) em conjunto com a PM, com pelo menos dois guardas municipais em cada núcleo, exercendo atividades que promovam a tranquilidade pública e a paz social, aproximando a polícia do cidadão.
  • Implantação da Ronda Escolar pela Guarda Municipal
  • Patrulha Rural — Mapeamento de todas as propriedades por GPS para identificar junto à Segurança Pública as ocorrências e atendimentos
  • Construção em conjunto com o Estado de um novo Instituto Médico-Legal em Rio Verde
  • Estabelecer parceria entre as áreas de Informação/Inteligência de Segurança Pública Estadual e Federal em conjunto com a equipe de pesquisa estatística de Rio Verde para o diagnóstico da violência e elaboração do Mapa da Violência e Criminalidade
  • Criação da Defesa Civil Municipal
  • Aumentar o número de câmeras de videomonitoramento por toda a cidade
  • Assegurar a reserva de residências para policiais nos novos bairros de interesse social
  • Garantir Banco de Horas para Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Técnico-Científica e Corpo de Bombeiros
  • Fim da fábrica de multas – Não utilizar mais as câmeras para aplicação de multas
  • Inscrição do Município no Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) para obter mais recursos do governo federal

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.