Dos 26 prefeitos do PP, 23 apoiam José Eliton

Na contramão da decisão tomada pelo partido, lideranças do Progressistas aglutinam forças para dar musculatura à campanha do governador à reeleição

Governador José Eliton: “Os prefeitos poderiam se silenciar, deixar para ver o que ia acontecer. Mas essa não é a marca desses homens e mulheres do PP, que simbolizam a coragem de enfrentar a diversidade”

Felipe Cardoso

Tudo começou na convenção do Pro­gres­sistas, ocorrida no último dia 5 em Goiânia. Aos 48 do segundo tempo, o PP ainda não havia decidido de que lado ficaria na disputa pelo Palácio das Esmeraldas. A indefinição das alianças se manteve carregada de mistérios e, mesmo em cima do prazo, a direção não bateu o martelo no encontro promovido pela sigla.

Rumores davam conta de que as articulações com diferentes lados seguiam a todo vapor. Eis que, na­quela noite, a direção do Pogressistas, comandada pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, anunciou o apoio oficial à candidatura de Daniel Vilela (MDB). A decisão tomada pelos dirigentes, enquanto o juiz se preparava para soprar o apito, soou como um gol contra, já que a maioria dos militantes gostaria de seguir com a base aliada do governador José Eliton (PSDB), como colocado pelo deputado federal Roberto Balestra durante a convenção.

Apesar das escolhas tomadas pela cúpula pepista, vários prefeitos, vice-prefeitos e membros do partido continuaram a manifestar seu apoio à reeleição do tucano. Esses indícios foram reafirmados em um evento realizado na segunda-feira, 20, em Goiânia, que contou com a participação de aproximadamente 500 filiados. Na ocasião, o governador afirmou que “o corpo e a alma do Progres­sistas está com o Tempo Novo”. Em outras palavras, fica claro que a decisão tomada pela cúpula do partido gerou uma rachadura interna entre seus membros.

Ao todo, 22 prefeitos participaram do encontro: Joaquim dos Reis (Adelândia), Valdir do Prado (Água Limpa), Márcia Bernardino (Ara­guapaz) — por meio de um representante —, Caio Lima (Caiapoônia), Evandro Magal (Caldas Novas), Milson Alves Magalhães (Campinaçu), José Antônio Siqueira (Campo Alegre de Goiás) Arivart Alves (Campo Limpo de Goiás), Murilo César (Córrego do Ouro), Jorge José (Fiminópolis), Wilson Tavares (Gameleira de Goiás), Abelardo Vaz (Inhumas) — um dos mais influentes do grupo e que, inclusive, participou de uma carreata ao lado do governador na última semana —, Roberto Silva (Itaberaí), Zélia Camelo (Itapirapuã), Carlos Henrique Rodrigues (Maripotaba), Cláudia Valéria (Matrinchã), Carlos Luiz de Oliveira (Nova Glória), Dalton Vieira (Petrolina de Goiás), Eric de Melo (Piranhas) e Cleide Aparecida (Pires do Rio), Wagner Vaz (Santa Bárbara de Goiás) e Issy Quinan (Vianópolis).

A reportagem apurou que Lúcio Pires (Heitoraí) também apoia a reeleição de José Eliton, totalizando, assim, 23 prefeitos. O Jornal Opção conseguiu entrar em contato com 14 a fim de esclarecer os motivos de eles não terem acompanhado a decisão da cúpula do partido e entender como será a campanha em suas respectivas cidades.

Joaquim Barbosa (Mambaí) declarou apoio a Ronaldo Caiado (DEM). Rogério Pianezzola (Chapadão do Céu) e José Alves (Goiatuba) não retornaram os telefonemas até o fechamento desta edição.

Lideranças

Água Limpa

O prefeito de Água Limpa, Valdir Inácio, apoiará a candidatura do governador à reeleição, pois diz acreditar que ele representa o que é “melhor” para Goiás. “Devemos prezar pela continuidade do trabalho de Marconi Perillo (PSDB). Se mudarmos o governo do Estado, as prefeituras serão prejudicadas”, justificou. Na visão de Valdir, o tucano está provando que é “humilde” e “de confiança”, tanto é que tem mostrado um trabalho de “qualidade”.

Sobre a campanha em seu município, atestou que será feita de porta em porta. “Trabalharei da mesma forma que busquei os votos pelo meu mandato.” Disse que o melhor para Água Limpa seria a continuidade do tucano, tendo em vista os “projetos engatilhados”. “Uma possível alteração de governo com certeza atrapalharia o andamento deles”, ressaltou Valdir.

Caiapônia

O prefeito de Caiapônia declarou que continuará com a base aliada. “Temos um compromisso de longa data com o ex-governador Marconi Perillo, com o governador José Eliton e todos os demais companheiros que fazem parte da base aliada. Como a decisão de apoiar o candidato Daniel Vilela partiu da cúpula do partido, optei por não aderir devido a essa minha parceria. Não poderia trair meus companheiros”, frisou.

Quanto à representatividade do candidato, Caio de Sousa ressaltou que José Eliton é um governador tem “experiência” e é “inovador”. “Ao meu ver, esse é o perfil do político que nós precisamos para comandar o Estado.” Em termos de campanha, declarou que estão trabalhando “aos poucos”. “Mas não haverá dificuldades, pois a nossa população tem um perfil que vai de encaixe ao do governador.”

Campinaçu

Prefeito da cidade de Campinaçu, Milson Alves também reforçou o seu vínculo histórico com a base aliada como justificativa de sua permanência ao lado do tucano. “Estou com José Eliton pois sou da base há muitos anos e sempre os acompanhei. Não consigo deixá-los.” Para ele, o candidato é um homem “bom” e, sempre que acionado, trabalha com “empenho em favor do município”. “Tive a oportunidade de realizar importantes obras na cidade por meio dele. Tudo o que pedi ele sempre se colocou prontamente a atender.”

De acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2017, Campinaçu tem um total de 3.740 habitantes. Conhecendo essa realidade, Milson disse que, por ser um município pequeno, a campanha será de porta em porta. “Quando os prefeitos começarem a trabalhar, a nossa tendência será o crescimento nas pesquisas.”

Campo Alegre de Goiás

“É lógico que continuo com ele. Quem mudou de lado foram eles (cúpula do partido), eu não. Se tivéssemos um candidato próprio, seria uma outra história, mas, como não temos, continuo com a base”, afirmou o prefeito de Campo Alegre de Goiás, José Antônio Neto. “Ao todo, 22 prefeitos do PP estiveram em um encontro com o governador e declararam apoio a ele. Para nós, o Tempo Novo continua sendo o melhor caminho.”

Quanto a atuação no período de campanha, José Antônio Neto reforçou que há uma base consolidada no município, formada por pessoas envolvidas e com muito serviço prestado em prol da cidade. “Em todos os bairros temos obras. Estamos mostrando serviço e não teremos dificuldade de reforçar a aceitação de José Eliton aqui no município”, pontuou o prefeito de Campo Alegre de Goiás.

Córrego do Ouro

Outro prefeito a confirmar seu apoio à candidatura do tucano foi Murilo César, de Córrego do Ouro. “José Eliton é um grande companheiro. Se estou realizando construções na minha cidade, é graças aos benefícios concedidos por ele. Não vou me opor a pessoa que está ajudando a minha cidade”, sublinhou. Em relação aos benefícios proporcionados por intermédio do governador, Murilo destacou a construção de casas, feira coberta, obras de pavimentação e recapeamento.

Para ele, José Eliton já demonstrou seu potencial com implementação de ações importantes voltadas para as áreas da saúde, educação e segurança pública. “O governador tem conhecimento de sua competência, do cargo que ocupa e, com certeza, está preparado para continuar à frende do Estado de Goiás, promovendo seu desenvolvimento.”

No que tange às ações em prol do fortalecimento da campanha do candidato, Murilo afirma que o objetivo é continuar mostrando à população os benefícios que foram trazidos pela gestão do atual governador. “Assim, não trocaremos o certo pelo duvidoso”, enfatiza.

Gameleira de Goiás

O prefeito de Gameleira de Goiás, Wilson Tavares, foi incisivo em seu depoimento: “Seguimos com a base por gratidão”. A cidade foi a primeira a concluir uma obra do programa Goiás na Frente. “Trouxemos pavimentação e galerias pluviais ao distrito de Mocabinho por meio do programa. Temos um grande reconhecimento por tudo o que José Eliton e Marconi Perillo fizeram pelo nosso município.”

Wilson enxerga no candidato uma pessoa “equilibrada” e “preparada”. “Por essas e outras razões, acredito que esteja pronto para continuar conduzindo o Estado com destreza e maestria.” Em Gameleira de Goiás, a campanha está prestes a começar para valer. “Vamos trabalhar para mostrar ao nosso povo que quem nos ajudou foi José Eliton e, por isso, devemos gratidão a ele”, arrematou.

Heitoraí

“Sou José Eliton até debaixo d’água”, declarou o prefeito de Heitoraí, Lúcio Pires, que justificou sua permanência na base aliada dizendo que tem tido um “bom relacionamento” com o ex-governador Marconi Perillo ao longo dos últimos anos e que, por meio de programas, como o Goiás na Frente, a cidade recebeu diversos benefícios, entre eles a compra de um caminhão, recapeamento outras “importantes reformas”.

Lúcio disse confiar na condução dos trabalhos por parte do atual governador e que continuará com a base aliada por saber que eles representam o “melhor” para Goiás.
No tocante às ações de campanha, o prefeito ressaltou que há muito para falar e mostrar. “O povo tem visto o que tem sido feito na nossa cidade. Isso proporciona uma facilidade grande de angariar votos em favor da reeleição de José Eliton”, pontuou.

Itapirapuã

Prefeita de Itapirapuã, Zélia Camelo também reforçou seu apoio e disse que está com o candidato porque sua história política no município condiz com a realidade do Tempo Novo. “Já alcançamos diversas conquistas por intermédio dele e do ex-governador Marconi Perillo”, lembra. “Construímos pontes, aderimos caminhão compactador de lixo e recebemos R$ 8,5 milhões para asfaltar o município. Enfim, temos visto um trabalho sério em prol dos municípios de todo o Estado.”

Para ela, seria arriscado “trocar o certo pelo duvidoso”. Por isso, já se reuniu com lideranças de bairros, vereadores e presidente de partidos. “De agora diante a campanha ganhará musculatura. Aparentemente, a aceitação dos eleitores em relação ao que tem sido feito no município é satisfatória, não só para ele, mas também para o candidato a senador, Marconi Perillo.”

Mairipotaba

Por sua vez, o prefeito de Mairipotaba, Carlos Henrique Rodrigues, afirmou que seguirá com a base aliada e “dará o sangue” para reeleger o atual governador. “Lutarei por sua reeleição por gratidão a tudo o que o governo fez pelo nosso município. Acredito que a política deve prezar também por esse lado de companheirismo e agradecimento.” Em alusão aos benefícios trazidos por José Eliton, destacou que foram realizadas obras “importantes” no município. “Mão há como negar que estamos muito bem-assistidos.”

No que concerne à campanha, Carlos Henrique disse que a atuação será pautada pela política do convencimento. “O povo está desacreditado e o nosso desafio será mostrar ao eleitor o porquê precisamos que eles votem no nosso candidato. Para isso, mostraremos o trabalho que tem sido feito no município. A comunicação, a educação, o respeito e a política democrática e municipalista de José Eliton com certeza serão fatores a serem considerados pelos eleitores de Mairipotaba.”

Matrinchã

A prefeita de Matrinchã, Cláudia Valéria, atestou que também apoiará a candidatura do tucano. Em justificativa, argumentou que o ex-governador Marconi Perillo sempre foi um grande companheiro do município e José Eliton seguiu com a mesma postura de seu antecessor após ter assumido o comando do Estado. “Nos beneficiou com o Goiás na Frente e com outras obras. Não posso ser contra uma pessoa que está sempre estendendo a mão para o município de Matrinchã.”

Apesar do pouco tempo de mandato, o atual governador, para ela, se mostra uma pessoa “aberta ao diálogo” e “adepta ao municipalismo”. Segundo a prefeita, José Eliton tem uma boa aceitação na região.

Nos próximos dias, Cládia Valéria trabalhará para continuar mostrando aos eleitores o quanto é importante, na sua avaliação, dar sequência ao governo. “Ao meu ver, o que falta é publicidade acerca do nosso candidato. Ele é uma pessoa carismática, educada, simples e do povo. Então, o que precisamos fazer é levar essa imagem até os eleitores”, sugeriu.

Nova Glória

Para o prefeito de Nova Glória, Carlos Luiz de Oliveira, José Eliton é o melhor candidato por estar investindo no programa Goiás na Frente e horando os compromissos que fez com os municípios. “Graças a ele, recebemos R$ 1 milhão e, com esse dinheiro, já estou fazendo asfalto na cidade. Não posso deixar de apoiar o candidato que verdadeiramente tem nos ajudado”, afirmou. “O nome dele é muito bem aceito aqui no município e penso que ganharemos essa eleição.”

Quanto ao trabalho em prol da campanha do candidato, Carlos afirmou que o projeto será pautado pelo corpo a corpo. “Chamaremos as lideranças do município, dividiremos os grupos e trabalharemos em casa por casa da nossa cidade. Com a graça de Deus e muito trabalho, terminaremos vitoriosos”, salientou o prefeito.

Santa Bárbara de Goiás

O prefeito de Santa Bárbara de Goiás, Wagner Vaz, alega que a cúpula do Progressistas não poderia ter tomado a decisão de apoiar Daniel Vilela sem consultar os demais companheiros do partido. À reportagem, reafirmou ser um dos líderes pepistas da articulação em apoio a José Eliton. “Já falei, inclusive para a cúpula do PP, que eles venderam o nosso partido. Sou um dos mais antigos na legenda e não posso aceitar uma decisão como essa. Nosso problema não é pessoal, e sim com a decisão que foi tomada sem a devida consonância com os demais membros do partido.”

Em justificativa, o prefeito disse que as prefeituras viviam “na mão” e lutando para conseguir recursos, até que o governo trouxe o programa Goiás na Frente, a “salvação” dos municípios goianos, de acordo com Wagner. “Vou receber mais de R$ 4 milhões em emendas. Com isso, tive a oportunidade de iniciar obras de pavimentação em toda a cidade. Quando é que Santa Bárbara daria conta de arcar com essa despesa sozinha?”, questionou.

Para ele, o Estado tem sido um grande parceiro e os prefeitos têm percebido isso. Sobre a condução das campanhas no município, Wagner ressaltou que irá mostrar para os eleitores quem são os “verdadeiros parceiros da cidade”.

Deixe um comentário