A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou, nesta terça-feira, 24, mais dois corpos da família vítima de uma chacina no Distrito Federal. Os cadáveres encontrados são de Thiago Gabriel Belchior, marido da cabelereira Elizamar Silva, e de Cláudia Regina Marques Oliveira, ex-esposa do pai de Thiago, que também foi morto.

Os corpos foram encontrados na madrugada desta terça, em uma cisterna, em Planaltina. Um terceiro cadáver estava no local, mas ainda não foi analisado. A identificação do terceiro corpo, que a PCDF suspeita que seja de Ana Beatriz Marques de Oliveira, filha de Cláudia, deve sair ainda nesta tarde. Ao todo, 10 pessoas da mesma família desapareceram, 10 corpos foram encontrados e sete identificados. Três suspeitos foram presos pelo crime e um quarto é procurado.

A PCDF acredita que os três corpos encontrados na cisterna de uma casa abandonada, em Planaltina, reforçam a hipótese de que a família vítima de chacina tenha sofrido extorsão. “Reforça a nossa segunda linha de investigação, de que a família tenha sido morta para que os criminosos ficassem com o dinheiro das vítimas.

A família foi levada ao cativeiro, onde podem ter sofrido violência e sido obrigada a fornecer senhas, contas bancárias e outros dados pessoais. Depois, mataram um por um”, disse o delegado responsável pelo caso, Ricardo Viana, chefe da 6ª DP (Paranoá).

A polícia informou que um dos suspeitos pelo crime colaborou com a investigação e apontou a localização dos corpos encontrados na madrugada desta terça. As vítimas tinham sinais de violência e estavam em estado avançado de decomposição.