Manga de Vento dedica programação de julho à dança contemporânea espanhola

Álvaro Esteban e Laura Aris apresentam o duo Cualquier Mañana e os solos Open Wound e Antípodas. No sábado (7/7), será a vez de Daniel Abreu, com o espetáculo Perro

Cualquier Mañana: desconsolo diante do desaparecimento de aspectos referenciais de uma relação | Foto: Elías Aguirre

Quatro artistas espanhóis ocupam o palco do Centro Cultural UFG, neste mês de férias, com performances e oficinas na Manga de Vento – Mostra Expandida de Dança, que conta com curadoria de Kleber Damaso e apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiânia. Na sexta (6/7), a dupla Álvaro Esteban e Laura Aris apresenta o duo Cualquier Mañana e os solos Open Wound e Antípodas. No sábado (7/7), será a vez de Daniel Abreu, com o espetáculo Perro.

Para julho ainda está prevista a homenagem à renomada bailarina e coreógrafa madrilena Carmen Werner que, no dia 28, apresenta De Parte de Ella, em Goiânia. A Mostra Expandida de Dança foi iniciada em maio deste ano e segue até outubro.

Laura Aris em cena com Open Wound

O programa da noite de sexta começará com Laura Aris em cena. Open Wound faz parte da série de solos “MicroActions”, criada 2013 e 2014, como artista residente da HKAPA (Hong Kong Academy for Performing Arts). Neste trabalho, a performer vai criando imagens em movimento, que evocam formas com grande poder emocional. Open Wound confirma o interesse de Laura Aris pelo desenvolvimento de diálogo entre a dança, outras disciplinas artísticas e sua relação com o público.

Em seguida, Álvaro Esteban apresenta ao público uma criatura que passa sua vida de costas para o mundo, quase imóvel, encarcerada por seus próprios medos. O solo Antipodes é o tempo/espaço em que o corpo se dedica ao aprendizado do voo, da caminhada, da interação com o seu entorno, mas sempre mantendo seu rosto velado.

Juntos em cena para encerrar o programa da noite, Laura Aris e Álvaro Esteban tratam de maneira intimista a tristeza natural provocada pelos laços quebrados. Cualquier Mañana fala sobre o desconsolo diante do desaparecimento de aspectos referenciais de uma relação. Uma representação do momento em que as peças deixam de se encaixar, como no dia anterior. Um balanço delicado, em que gestos, algumas poucas palavras e casualidades evidenciam o presente como realidade e confirmam que algumas formas e conteúdos se desatualizaram de maneira irreversível.

Workshop
Nesta quinta (05), véspera da performance, Laura Aris e Álvaro Esteban ministram o workshop gratuito “Energía y Trabajo em Pareja”, dedicado a bailarinos, coreógrafos, estudantes e pesquisadores do movimento. O programa de formação da Manga de Vento também prevê o workshop “Desde Aquí”, em 7 de julho, com o bailarino e coreógrafo Daniel Abreu, no Centro Cultural UFG.

No mesmo dia, Daniel Abreu apresenta Perro, um trabalho sobre dualidade, triunfos e lutas internas e externas próprias do cotidiano inexplicável. O guerreiro e o manso, um personagem contra os observadores, a parede e seus próprios medos. Ao final, uma luta contra o ar. O corpo em constante contradição é o único instrumento visível ou, pelo menos, previsível. Com este solo, o intérprete-criador espanhol foi vencedor do Prêmio Nacional de Dança de 2014, concedido pela La Fundición de Bilbao.

Homenagem
Carmen Werner está entre as artistas mais renomadas da Dança na Espanha e na Europa. Presente nas edições anteriores da Manga de Vento, este ano ela será homenageada pelo conjunto de sua obra. Especialmente para a ocasião, ela traz a Goiânia o solo De parte de ella, em 28 de julho. Neste trabalho reflexivo sobre o sentido da vida, entre outras questões, a bailarina e coreógrafa comenta os esforços feitos para “alcançar uma atmosfera de compreensão”.

Nascida em Madri, ela dirige a Fundación para la Danza Contemporánea Carmen Werner e fundou a Provisional Danza, em 1987. De lá pra cá, sua companhia já encenou mais de 60 coreografias, trabalhos montados para teatro de pequenos e grande porte, para a rua, além de vídeo-dança, cinema de curta-metragem. Sua trajetória artística tem sido reconhecida por meio de diversas premiações, com destaque para o Premio Nacional de Danza (2007), Premio Internacional de Danza Onassis (2001) e Premio de Cultura en la sección de Danza de la Comunidad de Madrid (2000).

Serviço:
Evento: Manga de Vento – Mostra Expandida de Dança
5/7 – 15h
Workshop: “Energía y Trabajo em Pareja”
Com Álvaro Esteban e Laura Aris (Espanha)
6/7 – 20h
Open Wound + Antípodas + Cualquier Mañana | Álvaro Esteban e Laura Aris (Espanha)
(Classificação indicativa: 16 anos)
7/7 – 10h
Workshop: “Desde Aquí”
Com Daniel Abreu (Espanha)
7/7 – 20h
Perro | Daniel Abreu (Espanha)
(Classificação indicativa: 18 anos)
28/7 – 20h
De Parte de Ella | Carmen Werner (Espanha)
(Classificação indicativa: 16 anos)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.