O ex-governador José Wilson Siqueira Campos, 94 anos, que estava internado em um hospital da rede privada de Palmas, morreu nesta terça-feira, 4, depois de lutar bravamente contra uma infecção no pulmão que tomou conta do seu organismo. Ele estava internado, em Palmas, desde quinta-feira, 29, quando sentiu dores agudas no peito. O quadro de saúde que agravou nas últimas 24 horas, com uma infecção generalizada que o levou a óbito.

A notícia da morte foi divulgada agora há pouco por familiares, pelas redes sociais. Durante a internação, Siqueira chegou a apresentar uma melhora, mas teve uma crise renal aguda na terça-feira, 4, quando então foi submetido a hemodiálise.

O filho Eduardo Siqueira Campos, ex-prefeito de Palmas, publicou a informação em seu perfil no Twitter:

Siqueira deixa esposa e oito filhos. O ex-governador foi casado durante mais de 40 anos com Aureny Siqueira Campos, com quem teve seis filhos. Em homenagem a ela foram batizados quatro bairros de Palmas. Os dois continuaram tendo uma relação cordial até a morte dela, em novembro de 2020. Após o divórcio, Siqueira casou-se com Marilúcia Leandro Uchôa Siqueira Campos, com quem teve mais dois filhos.

Por volta das 20h20, a família divulgou uma nota oficial:

Nota à imprensa

A família Siqueira Campos comunica a todos os tocantinenses que o nosso grande líder e visionário, José Wilson Siqueira Campos, 94 anos, nos deixou na noite desta terça-feira, 4 de julho. Internado desde o a última quinta, 29 de junho, o ex-governador teve uma piora do quadro de saúde após ser diagnosticado com quadro infeccioso (septicemia) e crise renal aguda. A família informa ainda que definindo o local do velório e sepultamento as informações serão repassadas. Por fim, agradece a todos pelo carinho, solidariedade e orações.

Família Siqueira Campos
Palmas, 4 de julho de 2023