O ex-governador do Amazonas Amazonino Mendes morreu neste domingo (12) em São Paulo, aos 83 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde 23 de dezembro para tratar um quadro de diverticulite aguda (inflamação no intestino grosso) e broncopneumonia.O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a morte de Amazonino Mendes, ex-governador do Amazonas, que morreu neste domingo,12,aos 83 anos.Nas redes sociais, Lula disse que Amazonino tinha “gosto e vocação política” e lembrou que o político apoiou a campanha do petista no segundo turno das eleições de 2022.Um dos maiores feitos da Amazonino foi a criação da UEA (Universidade do Estado do Amazonas), na década de 90.