O juiz Wander Soares Fonseca concedeu liberdade provisória ao prefeito de Iporá, Naçoitan Leite, nesta sexta-feira, 16. O alvará de soltura deve sair ainda durante a noite. Dentre as medidas cautelares estão o uso de tornozeleira eletrônica e distanciamento da ex-esposa, a qual ele é suspeito de tentar matar.

O advogado do político, Thales José, disse ao Jornal Opção, que Naçoitan deve reassumir a Prefeitura na próxima semana. “Na segunda-feira ele deve reassumir, com a decisão da Câmara de reconduzir novamente ele para a Prefeitura”, acentuou.

Acerca da recondução ao cargo e a relação com a prefeita interina, Maysa Cunha, Thales contou que a transição será tranquila. “Vai ser uma transição com a prefeita de forma pacífica, respeitosa, já falei com o advogado dela”, antecipa.

Em relação às medidas determinadas por Wander Soares, a defesa disse que tudo foi acatado e que o cliente não pretende se aproximar da ex-esposa, para “causar qualquer transtorno”. “Pelo contrário, assumiu esse compromisso com o juiz e eu tenho certeza que isso é um fato isolado na vida dele”, enfatizou.

Segundo Thales, com a prisão, Naçoitan sofreu bastante. “Ele agora vai reconstruir a vida com muita sabedoria, sofreu muito. Evidentemente, que sofreu pelo erro que ele cometeu. Ele admitiu isso perante o juiz, mas agora a vida recomeça. Vai recomeçar de uma forma satisfatória com paz”, frisou.

Pedido de impeachment

A presidente da Comissão Especial de Inquérito, a vereadora Heb Keller, que analisa o pedido do impeachment disse que recebeu a notícia com surpresa. Mas, segundo ela, o processo na Câmara seguirá normalmente. “Nós prosseguimos com o trabalho de investigação da CEI, nós estamos tentando intimar o prefeito e o advogado dele e vamos continuar trabalhando”, acentuou.

Relembre

Naçoitan foi preso em 23 de novembro do ano passado, quando foi denunciado por tentativa de feminicídio contra a ex-mulher e por tentar matar o namorado dela. O crime ocorreu na madrugada do dia 18 daquele mês. Ele enfrenta ainda acusações de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e fraude processual.

Após o incidente, Naçoitan permaneceu foragido por quatro dias até se entregar às autoridades. Os relatos indicam que ele invadiu a residência da ex-mulher e disparou pelo menos 15 tiros em direção a ela e seu atual companheiro, nenhum dos dois ficaram feridos.

Leia também: Com oposição reduzida, Naçoitan Leite pode ser solto, retornar à Prefeitura e quer fazer sucessor