Russia Day: “esquenta” para a Copa do Mundo

Feriado nacional anima russos para o início da principal competição de futebol

Museu Histórico do Estado da Rússia | Foto: Marcelo Mariano/Jornal Opção

De Moscou, Rússia

Russos e turistas que já chegaram em Moscou para a Copa do Mundo enfrentaram uma leve garoa durante a manhã e começo de tarde deste 12 de junho, data em que é celebrado o Dia da Rússia, pois foi quando, em 1990, o Primeiro Congresso dos Deputados do Povo da Russia ratificou a Declaração de Estado Soberano da República Federativa Socialista Soviética da Rússia (RFSSR).

Mas o sol combinou com os russos e logo apareceu para deixar a festa completa. Mesmo com nuvens carregas ao fundo, o Museu Histórico do Estado da Rússia, que se localiza no início da Praça Vermelha, ficou naturalmente iluminado.

À sua frente, o relógio que marca a contagem regressiva para a abertura da Copa do Mundo já mostrava que faltam menos de dois dias para a bolar rolar.

Russia Day — provavelmente as duas palavras mais ouvidas pelas ruas de Moscou hoje — pode ser considerado uma espécie de “esquenta” para a principal competição de futebol.

Na Praça Vermelha, um forte esquema de segurança foi montado para evitar problemas durante a celebração.

Além disso, os latinos e africanos — especialmente peruanos, mexicanos, marroquinos e egípcios —, responsáveis por ditar o clima nos últimos dias, deram lugar a russos, que, orgulhosamente, ostentaram as bandeiras do país-sede da Copa do Mundo.

 

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.