Melhor resultado para o Brasil contra a Alemanha não é a vitória

Seleção brasileira enfrenta algoz da Copa de 2014 nesta terça-feira (27/3)

Seria uma boa mesmo vencer a Alemanha no amisto de terça (27/3), o último antes da convocação para a Copa do Mundo na Rússia? | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Já se foram quase quatro anos, mas a derrota para a Alemanha nas semifinais da Copa do Mundo de 2014 ainda não saiu da cabeça de boa parte dos brasileiros. “Onde você estava no dia do 7 a1?” é uma pergunta que ainda se ouve com frequência.

Na terça-feira (27/3), o Brasil vai enfrentar o algoz do mundial passado. Este será o último amistoso antes da convocação final de Tite. Talvez não fosse o momento adequado de rever os alemães, pois, dependendo do resultado, a seleção poderá se deixar levar.

Em caso de derrota, por exemplo, piadas e memes na internet não vão faltar. Pode passar a impressão de que o time, considerado um dos favoritos, não está em condições de ganhar a Copa.

Se vencer, piadas e memes também não vão faltar. Afinal, estas são coisas inerentes ao espírito brasileiro. Mas há quem acredite que um eventual triunfo é capaz de gerar um clima de “já ganhou” que, desde 2006, atrapalhou o Brasil em mundiais.

Naquele ano, a seleção canarinho era a mais cotada para conquistar a taça. Tinha Ronaldinho Gaúcho, o melhor jogador do mundo à época, e o “quarteto fantástico” formado por Kaká, Adriano, Ronaldo e o próprio Ronaldinho, além de excelentes jogadores em outras posições, como Dida, Cafu e Roberto Carlos.

Os treinos anteriores à Copa se davam em clima de festa. O título era praticamente certo. Um ano antes, o Brasil tinha vencido a Copa das Confederações, o que encheu ainda mais a bola do time, que na hora h decepcionou.

Em 2009 e 2013, a seleção também sagrou-se campeã da Copa das Confederações e o clima de oba-oba voltou a fazer parte dos mundiais de 2010 e 2014, quando a decepção se fez presente novamente.

No ano passado, o Brasil não disputou a Copa das Confederações, mas tal clima ainda não pode ser descartado. Uma vitória conta a Alemanha pode ressuscitá-lo e ser a Copa das Confederações da vez.

Era melhor que este jogo nem acontecesse. Mas, já que não há volta, um empate seria menos danoso ao caminho que a seleção terá de percorrer até o hexa.

Deixe um comentário