Copa do Mundo: Fran├ºa de 2018 ├® a Alemanha de 2010

É possível comparar a geração alemã de oito anos atrás com a atual geração francesa

Kyllian Mbapp├®, em 2018, e Thomas M├╝ller, em 2010 | Fotos: Reprodu├º├úo

De Cazã, Rússia

Em 2010, a Alemanha n├úo foi campe├ú, mas surpreendeu ao conquistar o terceiro lugar com um time repleto de jovens talentos, que, quatro anos depois, viriam a ser campe├Áes mundiais no Brasil.

Classificando em primeiro na fase de grupos, a seleção alemã venceu a Inglaterra por 4 a 1 nas oitavas de final. Na fase seguinte, derrotou a Argentina, aplicando outros quatro gols, mas, desta vez, sem sofrer nenhum.

Na semifinal, perdeu para a Espanha, que se sagrou campeã diante da Holanda. O terceiro lugar foi definido na partida contra o Uruguai, vencida pelos alemães por 3 a 2.

Entre os destaques da Alemanha naquela Copa do Mundo estão Sami Khedira, Toni Kroos, Mesut Özil e Thomas Müller, que foi um dos artilheiros da competição, marcando cinco gols com apenas 20 anos de idade.

Os ent├úo jovens jogadores alem├úes se misturavam a outros mais experientes, como Miroslav Klose, Lukas Podolski, Bastian Schweinsteiger e Philipp Lahm. O mundial de 2010 serviu para que aquele time amadurecesse. N├úo ├® ├á toa que, em 2014, praticamente o mesmo elenco, mais experiente, foi campe├úo.

França de 2018
Na Copa do Mundo da R├║ssia, a Fran├ºa, assim como a Alemanha oito anos atr├ís, passou em primeiro em seu grupo, marcou quatro gols em uma sele├º├úo campe├ú mundial nas oitavas e vai disputar as quartas contra um equipe sul-americana ÔÇö no caso, Argentina e Uruguai, respectivamente.

A esperan├ºa ├® que o cen├írio se repita tamb├®m nas semifinais e os franceses sejam derrotados pelo futuro campe├úo Brasil. Mas ├® claro que tudo pode acontecer. A Fran├ºa pode perder para o Uruguai da mesma forma que pode conquistar a ta├ºa, passando pela sele├º├úo brasileira ou pela B├®lgica nas semifinais.

De qualquer forma, esta Copa do Mundo ficar├í marcada pela promissora gera├º├úo francesa, com os jovens Kyllian Mbapp├®, Ousmane Demb├®l├®, Presnel Kimpembe e Lucas Hernandez, que se juntam aos experientes Hugo Lloris, Blaise Matuidi, Antoine Griezmann e Olivier Giroud ÔÇö isso sem contar Rapha├½l Varane, Samuel Umtiti e Paul Pogba, que, apesar de jovens, j├í s├úo experientes.

Se a Fran├ºa de 2018 n├úo ÔÇ£pular uma etapaÔÇØ e j├í for a Alemanha de 2014, isto ├®, ganhar o mundial, a equipe certamente se cacifa para 2022, repetindo o enredo da Alemanha de 2010. Os franceses s├│ n├úo podem querer fazer, em 2026, o que os alem├úes fizeram este ano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.