Convocação da Argentina sugere que Tite tem razão sobre não divulgar suplentes

Afinal, qual é o sentido de anunciar a pré-lista com 35 nomes?

Jorge Sampaoli, técnico da Argentina, e Tite, do Brasil | Foto: Montagem

No dia 14 de maio, a Argentina divulgou a pré-lista de 35 jogadores que poderiam vestir a camisa da seleção na Copa do Mundo da Rússia. Uma semana depois, 12 foram cortados.

A Fifa exige que as federações enviem uma lista de até 35 nomes, mas não é obrigatório divulgar todos eles. São atletas que ficam na espera na eventualidade de alguma lesão, desde que seja devidamente examinada por médicos da entidade máxima do futebol.

O técnico da seleção brasileira, Tite, decidiu anunciar apenas 23 jogadores. Segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), esta decisão foi tomada com o intuito de diminuir a importância dos suplentes e evitar a frustração daqueles que bateram na trave da lista final.

No caso da Argentina, o treinador Jorge Sampaoli cortou Diego Perotti, Leandro Paredes, Germán Pezzella, Guido Pizarro, Enzo Pérez, Lautaro Martínez, Mauro Icardi, Nahuel Guzmán, Pablo Pérez, Ramiro Funes Mori, Ricardo Centurión e Rodrigo Battaglia.

Nas redes sociais, alguns atletas se lamentaram. “Me dói na alma”, disse Paredes. “Nada acabará com o meu sonho de vestir a camisa do meu país”, declarou Martínez.

Afinal, qual é o sentido de divulgar uma lista e, sete dias depois, retirar nomes dela? Anunciar somente os 23 parece ser mais plausível. Neste caso, Tite tem razão.

De qualquer maneira, a Argentina segue como uma das favoritas à conquista do mundial, apesar de ter uma defesa muito inferior ao ataque. Confira abaixo a lista final:

Goleiros: Franco Armani (River Plate), Sergio Romero (Manchester United) e Wilfredo Caballero (Chelsea)

Defensores: Cristian Ansladi (Torino), Federico Fazio (Roma), Gabriel Mercado (Sevilla), Marcos Acuña (Sporting), Marcos Rojo (Manchester United), Nicolás Otamendi (Manchester City) e Nicolás Tagliafico (Ajax)

Meio-campistas: Ángel Di María (Paris Saint-Germain), Cristian Pavón (Boca Juniors), Ever Banega (Sevilla), Giovani Lo Celso (Paris Saint-Germain), JavierMascherano (Hebei Fortune), Lucas Biglia (Milan), Manuel Lanzini (West Ham) e Maximiliano Meza (Independiente)

Atacantes: Gonzalo Higuaín (Juventus), Lionel Messi (Barcelona), Paulo Dybala (Juventus) e Sergio Aguero (Manchester City)

Atualização

A lista dos suplentes de Tite foi divulgada. Mas a opinião sobre não divulgá-la exposta no texto continua sendo a mesma. Veja quem são os jogadores:

Neto (goleiro, Valencia-ESP)
Rafinha (lateral-direito, Bayern de Munique-ALE)
Dedé (zagueiro, Cruzeiro)
Rodrigo Caio (zagueiro, São Paulo)
Alex Sandro (lateral-esquerdo, Juventus-ITA)
Arthur (volante, Grêmio)
Maicon (volante, Grêmio)
Rodriguinho (meia, Corinthians)
Giuliano (meia, Fenerbahçe-TUR)
Lucas Paquetá (meia, Flamengo)
Luan (meia-atacante, Grêmio)
Dudu (atacante, Palmeiras)

Deixe um comentário