Só nesta semana, os dois candidatos à Presidência afirmaram que pretendem recriar ministérios. Medida funciona como moeda de troca. Ao sinalizar a possibilidade de novos cargos, espera-se que partidos menores se aliem a algum dos lados.

Nesta sexta-feira, em entrevista ao pool de emissoras de TV e rádio, o atual presidente disse que há a possibilidade de criar três novos ministérios em um possível segundo mandato, aumentando de 23 para 26 o número de pastas. “Um seria o da Indústria, Comércio e Serviços“, disse Bolsonaro que acrescentou a recriação do Ministério da Pesca, extinto em 2015 e o de Esportes, encerrado em 2019.

O candidato petista falou em recriar o Ministério de Segurança Pública. E, neste sábado, 22, em Minas Gerais, disse ser necessário recriar o Ministério das Cidades para tratar dos “problemas urbanos” do País. A extinta pasta foi criada em 2003 no primeiro governo Lula para tratar de políticas como de saneamento, habitação e mobilidade.