Projeto de Brasília vai publicar contos, crônicas e poesia de escritores cegos e com baixa visão

As inscrições podem ser feitas até quinta-feira, 30. O material selecionado sairá em livro impresso e em ebook

A repórter Cibele Moreira relata, no “Correio Braziliense” (edição de terça-feira, 28), que um projeto está selecionando — até quinta-feira, 30 — contos, crônicas e poesias de autores que sejam cegos ou que tenham baixa visão. O projeto integra a 8ª edição da Mostra de Literatura — Ocupação e Inclusão, realizada na Biblioteca Braille Dorinha Nowill, em Taguatinga (Brasília), e é coordenado por Andrey do Amaral. “A obra final”, frisa o jornal, “será disponibilizada, gratuitamente, em formato ebook pelas plataformas on-line de livrarias nacionais e internacionais e centros culturais de Brasília. Sairá também uma versão impressa.

Andrey do Amaral, de 44 anos, ficou surpreso com o número de inscritos — trezentos, até o início da semana. “Inicialmente, a seleção dos trabalhos estava voltada para os frequentadores da biblioteca Dorina Nowill. Com a divulgação e a adaptação durante a pandemia com o formato virtual, o projeto cresceu e saiu do Distrito Federal. Atualmente, temos textos de várias regiões do Brasil e também dos Estados Unidos”, disse o coordenador ao “Correio” (cuja manchete, “Projeto seleciona texto de autores cegos brasilienses para compor livro”, está errada, pois o projeto foi ampliado).

Um grupo de escritores vai selecionar “cerca de 50 textos para a coletânea que será publicada até o final do ano nas edições impressa e em ebook”. Andrey Amaral sublinha que o projeto conta com “trabalhos” que podem render até cinco livros. “Quem sabe a gente consegue fazer uma segunda edição, com outros textos”, afirma.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 61-98457-7131 ou pelo e-mail: [email protected]

A reportagem do “Correio” — ótima, por sinal — publica histórias de pessoas que são cegas ou com baixa visão. Confira no link abaixo

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2020/07/28/interna_cidadesdf,876003/projeto-seleciona-texto-de-autores-cegos-brasilienses-para-compor-livr.shtml

Leia sobre Tálita Azevedo

Tálita, a aluna cega que mudou o ensino na Faculdade de Letras da UFG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.