Poema para Noé Freire Sandes

A professora de literatura Soninha Santos escreve poema sobre o historiador Noé Freire Sandes, que morreu na terça-feira, 8

Soninha Santos

Meu amigo

Meu irmão

Meu compadre

 

A vida sem seu sorriso

Suas frases ímpares

Seu aconchego

Noé Freire Sandes: morreu aos 59 anos

Ficará mais triste

Mais vazia

Mais opada

 

Noé Freire Sandes

O centenário da Independência

Perde parte de seu brilho

 

Estudado explicado

Por você

A educação perde um professor brilhante

Orientador inesquecível

 

Amigo do peito meu irmão camarada…

Vá feliz e em frente

Sua estrela permanece conosco

Sempre.

Você vai fazer muita falta, meu amigo. Muita

mesmo!

Adriana, Victor, Ariane, Clara e Isadora… sinto

demais por vocês.

Soninha Santos é professora de literatura infanto-juvenil em Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.