Uma crise econômica nos Estados Unidos acaba se tornando, no curtíssimo prazo, uma crise econômica do mundo. Porque a economia global gira em torno, em quase tudo, da economia do país governado pelo presidente Barack Obama. Tanto que a crise econômica e financeira americana de 2007 abalou os alicerces da economia transnacional. Por isso Martin Wolf, professor da Universidade de Nottingham e editor e colunista-chefe de economia do jornal britânico “Financial Times”, decidiu estudá-la com atenção redobrada. O resultado é o livro “As Transições e os Choques: O Que Aprendemos — e o Que Ainda Temos de Aprender — Com a Crise Financeira” (Companhia das Letras, 480 páginas, tradução de Otacílio Nunes Jr.).

Martin Wolf diz que o mundo não está protegido e que novas crises, tão ou mais graves, ocorrerão nos próximos anos. Porque os governos não fizeram as reformas necessários.

O economista Paul Krugman, Nobel de Economia, disse sobre o livro: “‘As Transições e os Choques’ é uma excelente investigação sobre como chegamos ao lamentável estado de coisas atual. As propostas de Wolf para melhorar a situação são valiosas e admiráveis”.