Euler de França Belém
Euler de França Belém

Cláudio Humberto diz que Ministério Público Federal investiga BNDES e pede mais de 60 prisões

Desvios ocorridos no BNDES representariam várias vezes os R$ 6,2 bilhões roubados da Petrobrás

O jornalista Carlos Honorato, ex-editor do Correio Braziliense, ex-editor do Diário da Manhã e ex-repórter do Jornal Opção, publicou no seu blog — www.estacaodanoticia.com — na terça-feira, 19:

“Na edição 2058  do jornal goiano Opção [em dezembro, o procurador mais temido de Goiás [Helio Telho] avisava: “Vamos ter um escândalo de corrupção ainda maior do que o da Petrobrás. E será no BNDES”. E parece que todo começa a se confirmar. O portal ‘Diário do Poder’ (coluna Cláudio Humberto) informa que ‘após minuciosa investigação no BNDES, uma força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) pediu a prisão de mais de 60 suspeitos. O caso é tratado sob sigilo, mas, segundo fonte ligada às investigações, o MPF devassa operações do BNDES no Brasil e também no exterior, além dos aportes bilionários que o tornaram sócio de empresas. Os pedidos de prisão incluem executivos do banco e de grandes corporações’”.

“‘E mais: ainda não há estimativa dos desvios ocorridos no BNDES, mas representariam várias vezes os R$ 6,2 bilhões roubados da Petrobras. A Justiça pode não atender os mais 60 pedidos, mas espera-se que muitas prisões sejam decretadas na investigação do BNDES’.

“‘Ainda segundo o portal, o MPF esquadrinha os principais negócios realizados à sombra ou com recursos tomados pelo BNDES junto ao Tesouro Nacional. Além de desvios, são objetos da investigação denúncias de tráfico de influência e de pagamentos indevidos a executivos e a políticos.’”

[Foto acima: jornalista Cláudio Humberto, que foi porta-voz do governo Fernando Collor]

 

 

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.