Se o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Bruno Peixoto, do União Brasil, for candidato a prefeito de Goiânia e for eleito, em 2024, qual será o seu substituto?

Primeiro, será alguém da base política do governador Ronaldo Caiado, do União Brasil. Segundo, pode ser do União Brasil, mas não necessariamente.

O político mais cotado para substituir Bruno Peixoto é o deputado estadual Wilde Cambão, do PSD. “Cambão é diplomático e, portanto, aglutina. Como parlamentar, nunca deu trabalho para o governo. É um político que dialoga, que sabe que na Assembleia se sai bem quem entende que as palavras cruciais são compromisso e composição”, afirma um deputado da base governista.

Não há nenhuma resistência a Bruno Peixoto disputar a Prefeitura de Goiânia. O que preocupa o governador Ronaldo Caiado é outra coisa: as relações da Assembleia com o governo. Com Bruno Peixoto, não há risco à governabilidade. (E.F.B.)