Vilmar Rocha discorda de Ana Carla Abrão sobre o rigor dos cortes e valoriza os políticos

Em recente encontro do governador Marconi Perillo com seus secretários, que entraram mudos e saíram calados, a secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, falando em nome do tucano-chefe, anunciou cortes de despesas e disse que não haverá recuo.

Como ninguém se manifestava, apesar da discordância geral, o secretário das Cidades, Vilmar Rocha, com vasta experiência política em Goiás e em Brasília — além de suas ligações políticas internacionais (talvez seja o único político goiano a tê-las) —, decidiu falar.

Vilmar Rocha não discorda de que o ajuste fiscal é necessário. Mas sugeriu que os técnicos “estão” no poder graças à vitória dos políticos. Noutras palavras, os políticos não devem ser abandonadas e, sobretudo, um governo não pode falar apenas em cortes.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.