Como os deputados federais não querem ocupar secretarias, alegando que o governo não tem dinheiro para investir e isto gera desgastes com suas bases, fica complicada a permanência do primeiro suplente Sandes Júnior em Brasília. Mas o governador Marconi Perillo teria se comprometido com ele e com o presidente do PP nacional, senador Ciro Nogueira, a arranjar-lhe uma vaga na Câmara. Se não der, Sandes Júnior pode ir para o TCM na vaga de Honor Cruvinel.