Reforma é o primeiro passo para o governador Marconi Perillo se tornar um político nacional

Marconi Perillo, governador, planeja buscar sucesso político  nacional por intermédio da excelência de gestão em Goiás | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Marconi Perillo, governador, planeja buscar sucesso político
nacional por intermédio da excelência de gestão em Goiás | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Na semana passada, o Jornal Opção perguntou a três pessoas do círculo íntimo do governador Marconi Perillo: “O que, de fato, pretende o tucano-chefe com a reforma administrativa?”

Um dos entrevistados, que exigiu “off 100%”, antes de analisar a reforma, disse: “O Marconi Perillo pós-eleição de 2014 não está preocupado com miudezas. Não quer resolver todos ‘os problemas’ de sua base política e não pretende se envolver em todas as disputas paroquiais. Está mais preocupado em fazer uma gestão eficiente, com resultados de qualidade, para se projetar em termos nacionais. Mesmo antes de concluir sua gestão, e já a partir de 2015, ele vai ter como uma de suas preocupações a inserção na política nacional, como um par do senador Aécio Neves, e não como um ator coadjuvante. Quer ser protagonista”.

Outro analista, ainda mais próximo de Marconi, afirma que ao antecipar sua reforma administrativa, extinguindo secretarias — serão apenas dez, possivelmente a menor e menos dispendiosa equipe do País —, o governador, além de chamar a atenção nacional, tende a influenciar outros governadores (é um exemplo até para Dilma Rousseff). “Quem não fizer o que Marconi fez não vai suportar as possíveis turbulências da economia em 2015. Alguns Estados, se atrasarem as reformas por falta de coragem e competência, poderão começar o ano com dificuldade até para pagar a olha do funcionalismo.”

O terceiro analista sustenta que Marconi, além de político racional, aprendeu que não se reorganiza a gestão de um Estado com “jogadas políticas” e “empurrando os problemas para debaixo do tapete”. “O Marconi de 2015 será gestor, até duro, como as reformas sinalizam. Mas também será político. Acredito, porém, que fará política mais no plano nacional e, em Goiás, funcionará mais o gestor. Porque o segredo de seu sucesso no País depende do sucesso administrativo no Estado.”

O último analista frisa que, nacionalmente, Marconi vai vender a excelência de sua gestão. “Porque almeja, num dia não muito distante, disputar a Presidência da República.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.