A presidente da Associação Comercial e Industrial de Goiás (Acieg), Helenir Queiroz, diz que a escolha de Igor Montenegro para a Superintendência do Sebrae-Goiás “não podia ser me­lhor. Ele é empreendedor, inovador e tem cabeça ‘aberta’”.

Helenir sustenta que “todo mundo que se relaciona com o Sebrae — e, aliás, toda a sociedade — tem a ganhar com a escolha de Igor. Ele é agregador, tem uma visão macro dos negócios e é ligado à iniciativa privada. Portanto, sabe como funcionam as empresas”.

O presidente da Fieg, Pedro Alves de Oliveira, será o presidente do Conselho do Sebrae. “É outra boa escolha, porque, como Igor, sabe agregar.”

O presidente do Conselho Nacional do Sebrae é o presidente da Confederação Nacional da Indústria (NCI), Robson Andrade. “Ele mantém uma sintonia fina com Pedro Alves de Oliveira”, diz Helenir.

Helenir acrescenta que Manuel Xavier, que deixa a Superintendência, em janeiro, fez uma verdadeira revolução no Sebrae-Goiás — modernizando-o e tornando-o mais ágil.