Um petista é peremptório: “O candidato do PT a prefeito de Goiânia será do PMDB”. E acrescenta: “O vice será do PT”. Ele frisa que o prefeito Paulo Garcia, desgastado, dificilmente terá condições de bancar um candidato em 2016. Por isso tenderá a apostar em Adriana Accorsi para vice do candidato do PMDB. Há quem espera d. Se­bastião, quer dizer o sebastianista Iris Rezende, voltar da fazenda e anunciar que será candidato”. Missão tida como impossível.