Peixoto diz que sua família não é agregada de prefeito e admite que apoia Iris Araújo pra deputada

O presidente do Imas sustenta que, na eleição de 2016, os políticos da família Peixoto, Bruno e Wellington, ajudaram na campanha do peemedebista

Arquivo

Indicado para presidente do Instituto de Assistência a Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas), Sebastião Peixoto admite que pertence, ao lado dos filhos, o deputado estadual Bruno Peixoto e o vereador Wellington Peixoto, ao grupo político do prefeito da capital, Iris Rezende (PMDB).

Porém, na sua opinião, ser aliado de Iris Rezende não equivale a ser subordinado ou agregado. Sebastião Peixoto disse a uma editora do Jornal Opção que ele e os dois filhos (ambos do PMDB) são politicamente independentes. Mesmo admitindo que ocupou cargos nas gestões do peemedebista, como agora, sugere que, na eleição de 2016, seu grupo é que ajudou o gestor municipal.

Sebastião Peixoto sublinha que, na eleição de 2018, definiu que vai apoiar Iris Araújo para deputada federal.

A fala de Sebastião Peixoto é uma réplica a um comentário de um peemedebista influente, que disse que Iris Rezende estaria cansado de “carregar” os integrantes da família Peixoto nas costas, dando-lhe empregos para contentá-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.