Paulo Garcia vai imitar Marconi Perillo e vai se concentrar na gestão

pgO prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, do PT, tem um ano e 11 meses para recuperar sua gestão, hoje mal avaliada pela sociedade.

Para tentar se recuperar, o petista-chefe vai seguir o exemplo do governador Marconi Perillo que, nos dois anos finais, focado inteiramente na gestão, conseguiu resgatar tanto o governo quanto sua imagem pessoal e política.

Paulo Garcia, como não vai disputar mandato em 2016, não tem a preocupação de fazer mais política do que de gerir a máquina. Aliados mais moderados avaliam que deve sair do “palanque” e estabelecer relações administrativas não conflituosas com o tucano-chefe. O petista precisa “amar” mais Goiânia e “adorar” menos Iris Rezende.

O contencioso de Paulo Garcia com Marconi Perillo deriva, em larga medida, de sua relação política com o prefeito com Iris Rezende. Ocorre, porém, que o peemedebista-chefe, com a derrota de 2014, “saiu” da política estadual e agora pode ser considerado, no máximo, um político de Goiânia. Noutras palavras, não tem mais sentido o petista “brigar” com o tucano para defender o decano de 81 anos. É uma batalha inútil, quixotesca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.