Paulo Garcia deve fazer uma reforma administrativa para que a Prefeitura de Goiânia finalmente tenha a sua cara. Até o momento, há uma gestão dividida — com o paulo-garcismo e o irismo mandando em igual proporção, às vezes com o predomínio do segundo.

A ordem na Prefeitura de Goiânia, do cargo menos ao mais importante, é: “Esqueçam Iris Rezende! É passado!”