Odebrecht diz que não pagou propina ao ex-senador Demóstenes Torres

Ex-presidente da Odebrecht Ambiental disse que o ex-líder do DEM nunca pediu propina. Recebeu dinheiro para sua campanha. Codinome do ex-senador era “íntegro”

Demóstenes Torres: dinheiro da Odebrecht era para a campanha eleitoral | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis disse, na sua delação premiada, que repassou 2 milhões de reais para o ex-senador Demóstenes Torres e 4 milhões para seu marqueteiro, Duda Mendonça. O executivo frisou que se trata de caixa 2 e sublinhou que o ex-líder do DEM não pediu propina à empreiteira. Tanto que, nas planilhas da empresa, o codinome do político goiano era “íntegro”.

O ex-senador Demóstenes Torres, procurado pelo Jornal Opção, não foi encontrado para apresentar sua versão. Seu advogado, Marcelo Turbay, disse que, como não teve acesso à delação de Fernando Reis, não vai se pronunciar no momento, acrescentando que o ex-senador sempre agiu dentro da legalidade.

3
Deixe um comentário

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Jô Almeida

Só falta dizer que Demóstenes é honesto e que recebeu seis milhões só por causa de seus belos olhos azuis!

Euripedes Silveira

Foi apenas “almoço grátis”. Sei. Conta outra que essa não cola.

Raul

Caixa 2 é crime, tem nada de íntegro nisso.