Marquinho do Privê admite que pode disputar a Prefeitura de Caldas Novas

Ex-deputado estadual diz que vai esperar que o quadro político fique mais claro, com a definição das candidaturas, para se posicionar

O ex-deputado estadual e empresário Marquinho do Privê (PSDB) disse ao Jornal Opção que pode disputar a Prefeitura de Caldas Novas, mas só vai tomar uma decisão no final deste ano.

Marquinho do Privê, nome forte da política de Caldas Novas | Foto: Reprodução

“Estou acompanhando o debate sobre os pré-candidatos, como Magda Mofatto, Kleber Marra, Carlos Eduardo Belelli e Ciro Junqueira. Não sei se todos vão disputar. Por isso, estou aguardando uma definição do cenário e só vou definir minha posição mais adiante, talvez no fim deste ano. Eu fui deputado bancado por uma grande união, o que me possibilitou uma votação extraordinária em Caldas Novas. Portanto, não seria candidato por ser candidato, não vou dar murro em ponta de faca. Noutras palavras, preciso construir uma aliança que fortaleça minha candidatura, se eu for candidato”, afirma Marquinho do Privê.

O ex-deputado frisa que, a princípio, não vai deixar o PSDB. “Recebi convites de vários partidos. Devo participar de uma reunião com o governador Ronaldo Caiado (DEM). Líderes do PTB querem falar comigo. Daniel Vilela me quer como candidato do MDB. Tenho amigos em vários partidos. Mas insisto que ainda não tenho decisão firmada.”

Comenta-se que a família de Marquinho do Privê não o quer na política. Procede? Seu esclarecimento: “De fato, a família prefere que eu fique focado nas empresas, nos negócios. Mas, como gosto de política, está no sangue, se eu optar pela disputa, a família me apoiará, não ficará contra. Numa campanha para prefeito, o candidato tem de ‘dar o sangue’. E, se eleito, tem de ficar focado na gestão pública — não terá tempo para cuidar de negócios particulares”.

Inquirido sobre a possível candidatura da deputada Magda Mofatto (PL), Marquinho do Privê disse: “Gosto da deputada e da empresária Magda Mofatto e sei que ela não é de ‘duas’ palavras. O que sei é que seu partido, o PL, vai lançar candidato em Caldas Novas — pode ser ela ou outro nome. E Magda, se candidata, é forte”

Sobre Joaquim Guilherme Filho, o Guilherminho, o ex-deputado esclarece que não participou de reunião para articular sua candidatura a prefeito. “Mas sou amigo dele e o considero um médico exemplar. Se quiser disputar, é um bom nome.”

Perguntando se o prefeito Evandro Magal está “morto” politicamente, Marquinho do Privê pontuou: “Magal não está ‘morto’ politicamente. Ele ainda tem força na cidade, apesar do desgaste. É um político inteligente e não pode ser subestimado”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.