Marqueteiro diz que, se cavalo estiver arreado na sua porta, João Dória disputa a Presidência

Amigo do marqueteiro goiano Célio Rezende, Lula Guimarães trabalhou em Goiás com Ademir Menezes e Barbosa Neto

Lula Guimarães (centro) com João Dória: na frequência de 2018

O marqueteiro e publicitário Célio Rezende, o Jubinha, esteve em Brasília, recentemente, para fazer um curso na área de marketing, área em que é um ás (mas diz que, no setor, quem fica parado é o “poste” que será atropelado). Lá, Célio Rezende encontrou-se com Lula Guimarães, o marqueteiro do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB). Ele estava ministrando um curso.

Lula Guimarães e Célio Rezende são amigos de longa data e já trabalharam juntos (inclusive em Roraima). O ex-sócio de Paulo de Tarso (que criou campanhas para o governador de Goiás, Marconi Perillo) fez consultoria para Ademir Menezes, quando este era prefeito de Aparecida de Goiânia, e foi o responsável, em termos de marketing, pela campanha de Barbosa Neto, ex-PSB, em 2006. “Trata-se de um craque”, afiança Célio Rezende.

Célio Rezende, Lula Guimarães (marqueteiro de João Dória) e Renato Monteiro: ases do marketing político do país | Foto: Facebool

Na conversa, Lula Guimarães disse a Célio Rezende que João Dória vai disputar a Presidência da República se o cavalo “passar” e “parar” arreado na sua porta. No momento, o cavalo está parado e arreado na porta do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, mas, na avaliação de Célio Rezende, está começando dar alguns passos para sair do local. “João Dória é o novo diferente. Como não é um político tradicional, não tem desgaste. A Operação Lava Jato, por exemplo, não está, seguindo o cavalo arreado, parada à sua porta.”

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Welbi Maia Brito

Doria já afirmou e reafirmou todas as vezes que perguntado que seu candidato à Presidente da República em 2018 é Geraldo Alckmin.