De um tucano: “A senadora Lúcia Vânia planeja assumir o controle de um partido em Goiás”. (O governador Marconi Perillo pediu e a tucana atendeu: só vai tomar uma decisão, se sai ou fica no PSDB, depois da volta do tucano-chefe de seu périplo pela Europa.)

O motivo é simples: a disputa para o Senado em 2018. Consta que o governador Marconi Perillo será candidato a senador, daqui a quatro anos, e que uma vaga ficará para negociação política.

O PSDB não deve ficar com duas vagas para o Senado. Uma delas será, possivelmente, do PSD ou do PTB. Por isso, desde já, Lúcia Vânia articula para, comandando um partido, impor sua candidatura. Aliás, até por ser senadora, com dois mandatos, a tucana é uma espécie de candidata natural.