Itumbiara pode bancar 6 candidatos para deputado estadual em 2022

Os nomes mais cotados para a disputa são Álvaro Guimarães, Gugu Nader e Rogério Rezende

Município mais importante da região Sul de Goiás, Itumbiara tem, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, 71.866 eleitores — o suficiente para eleger pelo menos um deputado estadual e, com a ajuda do quociente eleitoral, até dois.

Mas há um problema: além dos políticos locais, que em geral não se unem, há os postulantes dito “estrangeiros”, que, em todas as eleições, aparecem na cidade para pedir voto. Como há certo bairrismo, em geral são rejeitados pelos eleitores. Porém, como os partidos lançam vários candidatos locais, quase todos têm dificuldades de se eleger. Tanto que um deputado estadual como Álvaro Guimarães, do partido Democratas, só se elege porque trabalha também em outros municípios. Gugu Nader, que é um político exclusivamente de Itumbiara, obtém boas votações, mas sempre é derrotado nas suas disputas para deputado estadual. (Em 2018, há dois anos, Álvaro Guimarães foi eleito com 23.788 votos — 6.559 deles em Itumbiara. Gugu Nader obteve 14.280 votos — 10.342 deles em Itumbiara. O líder do PSL teve 3.783 votos a mais do que o líder do Democratas em Itumbiara.)

Para 2022, daqui a um ano e sete meses, os eleitores voltarão às urnas para eleger o governador, um senador, 17 deputados federais e 41 deputados federais. Se confirmadas as postulações atuais, Itumbiara terá pelo menos seis postulantes locais a um mandato de deputado estadual. Com tantos candidatos, vai ser eleito aquele que, além de bem votado no município, conquistar apoio político em outras cidades. Quem não fizer isto, mesmo obtendo uma boa votação, poderá ficar fora da Assembleia Legislativa.

Lista dos principais pré-candidatos, em ordem alfabética
1 — Álvaro Guimarães/Democratas

Álvaro Guimarães: deputado estadual pelo Democratas| Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O deputado estadual conta com o apoio do prefeito Dione Araújo (DEM), contribuiu para a vitória de 16 prefeitos, e do governador Ronaldo Caiado (DEM). É apontado como “superfavorito” por experts na política de Itumbiara e região.

2 — Gugu Nader/PSL

Gugu Nader: ex-vice-prefeito | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Disputa eleição desde 2004, já foi vereador e vice-prefeito. Mas nunca se elegeu para prefeito e deputado. É popular, mas há duas pedras no seu caminho. Primeiro, só tem voto na cidade. Segundo, por enfrentar forte concorrência em Itumbiara, acaba por não obter votos suficientes para se eleger. Tem fama de ser um candidato que tem “arrancada”, mas sua “chegada” é considerada fraca. Em 2020, liderou a campanha para prefeito e acabou perdendo para Dione Araújo.

3 — Johnis Pastori/PDT

Johnis Pastori: professor | Foto: Reprodução

É engenheiro, advogado e professor. Tende a sair do PDT em busca de uma eleição menos complicada.

4 — José Antonio/Republicanos

Zé Antônio: ex-prefeito de Itumbiara | Foto: Reprodução

Na cidade fala-se: “Zé Antônio deveria acrescentar ‘Desgaste’ como sobrenome. Seus bens estão bloqueados na Justiça e há problemas com as contas de sua gestão como prefeito no Tribunal de Contas dos Municípios. Ele é auxiliar do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, cargo arranjado pelo deputado federal João Campos. Em Itumbiara certamente terá uma votação pífia, por isso quer ampliar seu eleitorado na capital.

5 — Neto Karfan/Solidariedade

Neto Karfan: presidente da Câmara Municipal | Foto: Facebook

Vereador no segundo mandato, é o presidente da Câmara Municipal. Disputou mandato de deputado estadual em 2018 e conquistou 8.127 votos (4.382 deles em Itumbiara). Ele tem apenas 26 anos.

6 — Rogério Rezende/PRTB

Rogério Rezende: médico e ex-vereador | Foto: Reprodução

Ficou em terceiro lugar na disputa para prefeito, em 2020, e já foi vereador. É médico e nunca disputou eleição estadual. É apontado, ao lado de Álvaro Guimarães e Gugu Naves, como um dos postulantes mais consistentes. (Gugu Nader gostaria de bancá-lo para deputado federal, para obter seu apoio para deputado estadual. Mas, segundo um vereador, a negociação não teria ido adiante. “Porque Rogério Rezende avalia que tem mais chance de se eleger a deputado estadual do que Gugu Nader.”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.