Mas o governador certamente percebe que uma derrota acachapante poderá prejudicar sua reeleição em 2022

Iris Rezende, prefeito de Goiânia, deve disputar a reeleição com 87 anos| Foto: Livia Barbosa/Jornal Opção

Dois jornalistas de veículos de Goiânia sustentam que iristas “plantaram” notas sugerindo que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, vai apoiar a reeleição do prefeito de Goiânia, Iris Rezende. As notas não teriam sido “plantadas” pelo gestor estadual. Mas qual é a verdade?

Primeiro, a verdade em política vai se definindo aos poucos. Se Iris Rezende, atualmente muito rejeitado, não melhorar seus índices nas pesquisas, ao menos até maio de 2020, é muito difícil Ronaldo Caiado apoiá-lo. Porque sabe que uma derrota acachapante do alcaide emedebista pode prejudicá-lo na disputa de 2022. Segundo, não é falso que o governador tem apreço pelo prefeito.

Silvio Fernandes, presidente do Ipasgo | Foto: Divulgação

Terceiro, ao permitir que Wilder Morais deixe o DEM e se filie ao Pros, Caiado sinaliza que pode apoiar Iris Rezende. Mas, no Democratas, há quem aconselhe o governador a bancar um nome novo — como o médico e deputado federal Zacharias Calil — para a prefeitura. Se fizer isto, terá entendido que os ventos da renovação de 2018 continuam “morando” em Goiás, sobretudo na capital. Por ser médico, e por se preocupar com o tema da saúde, tanto que planeja a construção de um novo hospital materno-infantil na capital, Zacharias Calil pode ser o aquele novo que os eleitores goianienses estão esperando.

Resta saber, portanto, se Ronaldo Caiado quer continuar renovando, com Zacharias Calil (ou Silvio Fernandes), ou se vai apostar na tradição, com Iris Rezende.

Zacharias Calil: apelo forte em Goiânia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Se Ronaldo Caiado está mais preocupado com o seu governo, com o pagamento do funcionalismo e a retomada dos investimentos, Iris Rezende começa a propor obras faraônicas — visíveis sobretudo para as classes médias, uma vez que estão dispostas nos setores ditos nobres — e começa a se preocupar com a articulação de uma frente política, daí a publicação de notas nas colunas dos jornais. Iristas de carteirinha sustentam até que Iris Rezende já escolheu o vice de seus sonhos. Seria o presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, do DEM. Por quatro motivos. Primeiro, são vizinhos, e, por isso, se tornaram amigos. Segundo, porque é jovem e daria uma “plástica” nova para a chapa. Terceiro, porque é muito ligado ao governador Ronaldo Caiado. Quarto, trabalhou com Iris Rezende — e operou com eficiência a previdência municipal, do ponto de vista do prefeito. Ressalva: Silvio Fernandes está bem no Ipasgo, com sua eficiência habitual, e só aceitará a vice se Ronaldo Caiado exigir.