Henrique Meirelles pode ser o João Doria “encorpado” do PMDB na disputa para presidente em 2018

Há quem aposte que, se o ministro da Fazenda for candidato, João Doria pode ser candidato a governador de São Paulo

Henrique Meirelles e João Doria: os dois políticos, com a imagem cristalizada de gestores eficientes, podem ser os grandes rivais na disputa presidencial em 2018. São técnicos e antipopulistas | Fotos: Beto Barata e Cesar Ogata

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, é filiado ao PSD em São Paulo. Um aliado afirma que, sondado para disputar o governo de São Paulo ou mandato de senador, teria confidenciado que só deixa o governo de Michel Temer se for para disputar a Presidência da República, em 2018. Se não for assim, fica no governo até o último dia de dezembro de 2018, com objetivo de organizar as contas públicas e garantir a retomada ou afirmação do crescimento econômico.

Pesquisas quantitativas e, sobretudo, qualitativas sugerem que o eleitor brasileiro, e não apenas o de São Paulo, definiu o perfil do candidato ideal a presidente. É o do prefeito de São Paulo, João Doria. Quer dizer, o perfil de gestor. Os eleitores não querem doidivanas nem postulantes outsiders, que não tenham apoio para governar. Pode até aprovar o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, dada sua retidão moral, mas duvida de que possa montar uma estrutura suficiente para fazer um bom governo. Ciro Gomes é visto como uma espécie de Fernando Collor piorado, e tão destemperado quanto. A Marina Silva falta “energia”. A líder da Rede é percebida como uma Dilma Rousseff “mais doce”. Jair Bolsonaro é apontado como radical demais e não teria sustentação para governar.

Já Henrique Meirelles, segundo as pesquisas, é visto como um gestor “eficiente” e com “experiência”. Pode ser, se candidato pelo PMDB, o grande rival de João Doria, que tende a postular pelo PSDB. Há quem aposte que, se o ministro da Fazenda sair candidato, o tucano de 59 anos pode ficar em São Paulo, para disputar o governo do Estado. O motivo é simples: a tendência é que Henrique Meirelles seja visto como um João Doria “encorpado” — o que esvaziaria o tucano de Sampa.

Entretanto, se em 2018 o país não tiver retomado o crescimento econômico, em níveis satisfatórios, Henrique Meirelles dificilmente será candidato a presidente. Nem ele nem Michel Temer.

Uma resposta para “Henrique Meirelles pode ser o João Doria “encorpado” do PMDB na disputa para presidente em 2018”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.